Mundo politica

Evo Morales deixa o México e viaja a Cuba

Foto: Divulgação
Above

O ex-presidente da Bolívia Evo Morales, que está asilado no México desde de novembro, viajou na manhã desta sexta-feira (6) para Cuba, informou o diretor de comunicação do Ministério das Relações Exteriores do México, Roberto Velasco.

“Precisamos que hoje [sexta-feira] o Sr. Morales viajou de manhã para Cuba. Ele nos informou que é uma viagem temporária. No momento, essa é a informação disponível”, escreveu Velasco em sua conta no Twitter.

Segundo Gabriela Montaño, ex-ministra da Saúde da Bolívia, Evo Morales foi a Cuba para uma consulta médica.

Não há informações sobre o retorno de Evo ao México. O ex-presidente boliviano viajou com seus colaboradores Álvaro García Linera, ex-vice-presidente, e Gabriela Montaño, ambos também asilados no México.

Segundo o jornal espanhol “El País” e meios mexicanos, a viagem de Morales a Cuba precederia uma visita à Argentina, após a posse do peronista Alberto Fernández, que acontece no terça-feira (10). No final de novembro, Evo revelou o convite de Fernández para sua posse.

Porém, quando Morales seguirá para a Argentina ainda é um incógnita. O jornal “El País” afirma, segundo fontes, que ele busca asilo no país para ficar mais perto da Bolívia e ter contato direto com os dirigentes do seu partido, o Movimento ao Socialismo (MAS). Os dois filhos do ex-presidente, que também deixaram a Bolívia, foram para a Argentina.

Evo Morales chegou ao México dia 12 de novembro, após renunciar ao cargo de presidente da Bolívia sob pressão das Forças Armadas bolivianas e em meio a uma onda de protestos por sua questionada reeleição.

Fonte: G1

Below