Tecnologia

Facebook e Microsoft lançam concursos para combater o novo fenômeno deepfakes

A ideia é incentivar o desenvolvimento de uma ferramenta de detecção de vídeos alterados

O Facebook e a Microsoft estão se juntando para colocar em prática uma medida para detectar e, consequentemente, combater as deepfakes, vídeos que substituíram realisticamente o rosto de alguém por outro.

A ideia consiste no lançamento de concursos para o público, com o objetivo de incentivar maneiras de desenvolver um algoritmo que detecta automaticamente quando algum vídeo foi alterado por uma deepfake.

Um exemplo disso bem famoso no Brasil e substituir o rosto de personagens da cultura pop pelo do Presidente Jair Bolsonaro.

Para desenvolver tal tecnologia, é preciso de muita ajuda e testes, por isso as empresas decidiram lançar os concursos.

O vídeo abaixo demonstra como é o resultado do software, alguns são tão realistas que é até mesmo difícil saber se é real ou não.

Neles, os participantes terão acesso a uma biblioteca de vídeos deepfakes, produzidos pelas empresas com uma equipe de atores, e vão precisar planejar alguma ferramenta de detecção.

“O objetivo dessa iniciativa é desenvolver uma tecnologia que todos possam usar para detectar quando alguma inteligência artificial foi usada para alterar um vídeo para gerar notícias falsas e enganar as pessoas”, explicou Mike Schroepfer, chefe do departamento de tecnologia do Facebook, em seu blog oficial.

Os concursos serão abertos no final deste ano e devem durar até o começo de 2020. Não foram revelados os prêmios para os vencedores.

 

Fonte
JovemNed.com
Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios