Connect with us

Hi, what are you looking for?

Capital

Faculdade São Lucas é vendida para grupo Afya Educacional

A Faculdade São Lucas, em Rondônia foi vendida para o grupo mineiro Afya Educacional. O valor do negócio girou em torno de R$ 342 milhões. A reunião aconteceu nesta sexta-feira (21) e o anúncio oficial deve acontecer nos próximos dias.

A partir de maio o grupo assumirá 100% do comando da São Lucas, já que ainda são necessárias algumas questões de ordem administrativa e autorização do CADE (Conselho de Administração de Defesa Econômica). A São Lucas havia comprado a Ulbra em Rondônia.

A Faculdade São Lucas é uma instituição de ensino superior que atua nas cidades de Porto Velho e Ji-Paraná, no norte de Rondônia, tendo gerado receita bruta de R $ 227 milhões, sendo 65% provenientes de cursos de saúde. A receita de medicamentos representou 39% da receita, com expectativa de atingir 68% quando todos os assentos amadurecerem, de acordo com a estratégia da administração de adquirir apenas ativos (ex-BU2) com potencial mínimo de 50% da receita em cursos médicos e 60% na saúde.

Em 2018, a São Lucas tinha 7,7 mil matrículas em cursos de graduação não médicos e um pequeno número de estudantes a distância.

A Afya Educacional é o maior grupo de faculdades de medicina do país, com 1.352 vagas no total. Em 2019 a Afya Educacional foi a primeira empresa de educação médica do mundo a abrir capital na bolsa americana Nasdaq – além de ser o primeiro IPO brasileiro de 2019 nesta bolsa. A ação passou a ser negociada sob a sigla AFYA. A captação inicial chegou a U$ 300 milhões, superando a meta inicial, que era de U$269 milhões. A precificação inicial atingiu U$ 19 dólares por ação na bolsa eletrônica Nasdaq, um dólar acima do valor máximo estimado.

Desde seu surgimento, o grupo vem ampliando sua presença nos mercados do Norte e Nordeste.

Em abril de 2019, a Afya Educacional adquiriu a Fasa (Faculdades Santo Agostinho), instituição de ensino com quatro unidades – Montes Claros e Sete Lagoas (MG) e Itabuna e Vitória da Conquista (BA) –, 14 cursos, 5 mil alunos, sendo 600 de Medicina, e 386 professores. A chegada da Fasa reforçou a liderança da empresa em cursos de Medicina – a empresa passou de 917 para 1102 vagas autorizadas pelo MEC –, além de ampliar sua presença nacional, com a chegada ao estado da Bahia.

Desde outubro de 2016 o grupo é presidido pelo economista Virgílio Gibbon – há 12 anos atuando no mercado de educação.

Fonte: Blog do Painel

Faça um comentário

Você pode gostar

Capital

Fundado oficialmente apenas em 1914, o bairro Triângulo é o mais antigo de Porto Velho, abrigava os trabalhadores da Estrada de Ferro Madeira Mamoré,...

Capital

Realizado nesta quarta – feira (07), um leilão na B3 (Bolsa de Valores de São Paulo), na qual foram leiloados 22 aeroportos em 12...

Capital

Profissionais de saúde que estão em atividade nas unidades médico-hospitalares públicas e privadas que atendem pacientes diagnosticados com a Covid-19 continuam sendo imunizados pela...

Brasil

Falta de matéria-prima importada ameaça fabricação de imunizantes contra a covid no país. IFA que chegaria esta semana para o Butantan só desembarca na...