Capital Rondônia

Fecomércio se reúne com a Câmara para avaliar medidas pós pandemia

Presidente da Fecomércio/RO, Raniery Araujo Coelho, propõe que débitos e ações da Prefeitura sejam adiadas para outubro

O presidente da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Rondônia-Fecomércio/RO e vice-presidente da Confederação Nacional do Comércio – CNC, Raniery Araujo Coelho, acompanhado de sua equipe técnica, participou de uma videoconferência, na segunda-feira (13), com o presidente da Câmara Municipal de Porto Velho,  Edwilson Negreiros e a grande maioria dos vereadores, para discutir medidas em favor do comércio de Porto Velho. Levando em consideração a queda de receitas das empresas, estimada numa média de 47%, mas, com alguns setores, como o de restaurantes e bares chegando a 80% de queda na receita.

Raniery Coelho propôs algumas medidas junto à Prefeitura de Porto Velho, entre as quais, suspensão dos débitos relativos às parcelas do IPTU com vencimento, pelo menos, postergando os vencimentos para a partir de outubro de 2020, de forma não cumulativa e outras medidas, como permitir que os feriados sejam compensados de alguma forma. Alguns outros pontos foram discutidos, inclusive medidas para estimular o comércio, porém, como muitas dependem de entendimentos com o prefeito Hildon Chaves e da situação financeira, apesar da conversa ter sido considerada muito frutífera por ambas as partes, os entendimentos deverão ser retomados para efetivar algumas ações. Para Raniery, com a passagem de Porto Velho para a fase 3, mesmo assim, a retomada das vendas lenta e, com os problemas de caixa e de crédito que as empresas possuem, é indispensável que, ao menos, tenham o mês de setembro para faturar, mas, para muitas, nem mesmo assim será fácil começar a pagar impostos, de vez que, muitas, como os bares, continuam a não ter nenhuma receita.

Uma carta aberta com proposta para retomada do Comércio, será entregue pelas Entidades, Fecomércio e seus Sindicatos Filiados, CDL, Associação Comércial de Rondônia, Instituto Empresarial de Rondônia, Abrasel e as demais entidades do Grupo Pensar Rondônia, aos vereadores do Município de Porto Velho.

Fecomércio