DestaquesJustiça

FEMINICÍDIO – Marido que matou mulher com tiros na cabeça é condenado a 16 anos de prisão

O motivo do assassinato de Edna era porque o então marido, Erivaldo, não aceitava o pedido de separação dela.

Em um longo julgamento, o veredito saiu às 03h30 da madrugada de hoje, os jurados do 2º Tribunal do Júri de Porto Velho condenaram Erivaldo Resende de Meireles, 51 anos, réu e acusado de matar a esposa, Edna Braz Nobrega de Lima, 44 anos, com dois tiros na cabeça.

O crime ocorreu em julho do ano passado no distrito de Triunfo, município de Candeias do Jamari. O motivo do assassinato de Edna era porque o então marido, Erivaldo, não aceitava o pedido de separação dela.

Segundo consta na sentença, a vítima estava no seu veículo logo após sair do sítio, quando encontrou Erivaldo, que pediu para ela parar. Em seguida os dois tentaram conversar, porém partiram para a discussão, quando o acusado tomou a chave da ignição e partiu para a agressão, puxando o cabelo de Edna, sacou de um revólver e atirou na cabeça da vítima.

Sem contestação, Erivaldo foi condenado a 16 anos de prisão em regime inicialmente fechado.

Fonte: O Rondoniense

Comentários

Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios