Interior Rondônia

Força-tarefa em São Miguel do Guaporé trabalha no monitoramento da Covid-19

A coordenadora do Cievs Estadual, Luzanira Morais, destaca o trabalho de atualização de dados dos casos de São Miguel do Guaporé no sistema

Na quinta-feira (28), técnicos da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) e da Agência Estadual de Vigilância em Saúde (Agevisa) iniciaram as ações da força-tarefa que tem como missão controlar casos da Covid-19 em São Miguel do Guaporé. O foco inicial foi a consolidação de dados para o sistema que traz o panorama da doença em Rondônia e monitoramento dos casos positivos.
De acordo com a coordenadora do Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde (Cievs) Estadual, Luzanira da Costa Morais, foi identificado que o número de casos confirmados no município registrados no sistema estava muito abaixo dos existentes.  ”A maioria deles não havia sido lançado no sistema, ainda encontra-se em fichas físicas”, afirma.
Para solucionar esse delay (atraso na transmissão) e otimizar os serviços, a equipe fez um levantamento para identificar as oportunidades de melhorias e realizou trabalho in loco de orientação aos órgãos envolvidos na notificação dos casos, tanto público quanto particular. Em uma manhã de trabalho foi possível atualizar um número significativo de casos no sistema, e o trabalho persiste para que a atualização seja completa e em tempo real.
Além disso, de acordo com o gerente regional de Saúde de Ji-Paraná, Ivo da Silva, a equipe técnica realizou monitoramento dos casos positivos que já cumpriram o período de quarentena. Em  contato por telefone, foi constado que grande parte dos casos evoluiu para cura. A maioria informou que apresentava bom estado de saúde. Os casos ativos da doença também serão monitorados.
O gerente destacou que a equipe do governo tem contado com a parceria da prefeitura e de toda equipe da Secretaria Municipal de Saúde para a realização de um trabalho eficiente de controle da doença, e que essa mesma disposição de reverter o cenário epidemiológico encontrado em São Miguel do Guaporé é visto nos demais segmentos da sociedade.
Para esta sexta-feira (29), está programada a realização de um reunião para definir diretrizes para o enfrentamento da Covid-19 através do comitê criado pelo município. O Estado fará um trabalho estratégico de orientação com o objetivo de ajudar o município a identificar e implementar ações eficazes contra o avanço da doença.
A força-tarefa em São Miguel do Guaporé é a segunda montada pelo Governo de Rondônia. A primeira foi em Guajará-Mirim. ‘‘Nós temos uma equipe em São Miguel do Guaporé que se deslocou na quarta-feira (27) e já tem realizado ações de orientação, organização de fluxo, ajudando, de fato, a Secretaria Municipal de Saúde. Vamos reforçar mais a equipe no município, pois junto com Guajará-Mirim, são os dois municípios que chamam atenção pelo número de casos e demandam mais cuidado’’, destaca o secretário de Estado da Saúde, Fernando Máximo.
Os casos clínicos de baixa complexidade são atendidos no Hospital de São Miguel e a referência para casos graves do município é o Hospital Regional de Cacoal.
Secom/Ro