Esporte

Gabigol vai em busca das conquistas que ainda faltam pelo Flamengo

Em pouco mais de um ano no Flamengo, Gabigol colocou mais um título em seu currículo pelo clube, após a conquista da Recopa Sul-Americana, quarta-feira, depois da vitória por 3 a 0 sobre o Independiente del Valle. Aos 23 anos, ele vai em busca das taças que ainda não colocou em sua estante: Copa do Brasil e Mundial.

Gabigol já conquistou o Carioca, Brasileiro, Libertadores, Supercopa e Recopa. No Brasileiro e Libertadores, foi o artilheiro.

– Falta pouco, só a Copa do Brasil e o Mundial. Claro que quero ser artilheiro, fazer os gols. Mas não desejo isso individualmente, desejo coletivamente, para ajudar os meus companheiros. Se no final conseguir ser artilheiro de novo vai ser muito bom (risos).

Contra os equatorianos, Gabigol foi, ao lado de Gerson, o grande destaque da partida. Mostrou oportunismo ao marcar o primeiro gol e se tornar o maior goleador do novo Maracanã. Depois da expulsão de Arão, jogou mais aberto e, muitas vezes sozinho, protagonizou ótimos lances.

– A gente teve pouco espaço e aproveitamos as chances. Caí bastante pelos lados porque estávamos com um a menos e precisávamos do contra-ataque, de jogadas individuais. Nessas horas você precisar ter habilidade, um atacante que parte para cima – avaliou.

Gabigol comemora com Jorge Jesus o título da Recopa — Foto: André Durão

Campeão da Taça Guanabara, o Flamengo estreia na Taça Rio no próximo sábado, às 18h, contra a Cabofriense, no Maracanã. Na quarta-feira seguinte, Gabigol e Cia iniciam a disputa pelo bicampeonato da Libertadores, contra o Junior Barranquilla, na Colômbia.

Por Cahê Mota, Felipe Schmidt e Fred Huber – globoesporte