Economia

GANHO BEM! ESCOLHO O PRESENTE OU O FUTURO?

Os maiores problemas financeiros dos brasileiros

Da Série: os problemas financeiros dos brasileiros.

REALIZAR SONHOS QUE O DINHEIRO PODE COMPRAR – Essa é a vontade de toda gente. Nossa vida parece que se resume a achar a solução para essa equação: quando isso acontecer na minha vida, eu vou fazer isso ou aquilo.

Assim, sonhamos em fazer 15 anos, depois 18, depois terminar uma faculdade para “ser” alguém e, em algum momento dessa linha do tempo, começamos a trabalhar e ganhar o nosso dinheirinho e também começamos a conquistar a tão sonhada independência financeira.

Um sonho de criança mesmo que, enquanto crianças, não tínhamos muita clareza sobre isso. Penso que é nesse momento de “adquirir a independência financeira” que a gente se perde.

Se muitas das decisões que tomamos ao longo da vida são uma escolha entre priorizar o presente ou o futuro, na área financeira não é muito diferente, porque é uma decisão entre escolher gastar para viver o presente ou poupar para gastar e viver o futuro.

Eu escolho ter um celular da moda (e muito caro) hoje ou escolho poupar para aprimorar meu currículo futuramente? Escolho ter um carro de luxo hoje ou escolho um plano de saúde para me atender na velhice? Escolho uma festa de aniversário luxuosa aos meus 15 anos ou escolho poupar para dar de entrada em um veículo aos 18 anos?

Vamos mais: escolho comprar um “tablet” para meu filho ou pagar um curso de instrumentos musicais a ele, que irá desenvolver habilidades para toda a vida? Escolho aproveitar as baladas hoje ou escolho poupar para empreender por oportunidade, quando ela aparecer?

E, para finalizar esses exemplos, ganhei um dinheiro extra e eu escolho fazer uma viagem para as praias nordestinas ou escolho quitar parcelas do cartão de crédito, para diminuir o saldo devedor do futuro?

Vamos ser sinceros, quem não ama curtir um presente?

Parece que o futuro está tão longe que quando chegarmos lá a vida estará tão melhor quanto e,  imagina, é tanto tempo para esse dia (futuro) chegar que já teremos recuperado todo dinheiro usado para viver o presente (achamos). O que de tão ruim poderá acontecer?

Por enquanto, escolhemos gastar dinheiro no presente. Mas fique tranquilo e não se sinta mal, porque você não está sozinho. A economia comportamental já mostrou que temos a tendência de valorizar mais o hoje do que o amanhã. Então, poupar torna-se difícil, porque priorizamos o presente e temos dificuldade de manter o autocontrole, de decidirmos poupar dinheiro e conseguir mantê-lo guardado e investido.

Porém, além dessas dificuldades, temos outro dilema. Comecei falando dos sonhos de criança, certo? Então, quando somos crianças, desenvolvemos os sonhos mais bonitos, imaginamos o que queremos ser quando crescermos e, por mais que não tenhamos entendimento ainda, muitos de nós imaginamos um futuro empreendedor.

Ter uma loja de flores, uma oficina mecânica, uma padaria, cuidar de cachorros e gatos, construir casas, ter um mercado no bairro, são alguns exemplos.

Porém, quando começamos a ganhar dinheiro, esquecemos esse futuro planejado na infância e passamos a viver o presente. Somente o presente!

E acreditem, é exatamente por isso que muitas pessoas até ganham bem, e inclusive nem estão endividadas, mas nunca conseguem poupar – o chamado viés do presente – e se decidirem por em prática esse “futuro” da infância, não tem nenhum centavo guardado ou investido para começar.

Essa falta de recursos tem dois caminhos, o da desistência ou o caminho do dinheiro emprestado, geralmente, de algum parente. Imagine, se você não consegue ter a sua vida financeira organizada e planejada para começar o seu sonho de empreender, não consegue nem rentabilizar as suas próprias finanças, que garantias você tem para dar à pessoa que você tomará dinheiro emprestado para abrir o seu negócio?

Saiba que é importante fazer essa auto-análise, porque devemos fazer ao nosso próximo o que gostaríamos que fizessem conosco, logo, se você espera não ser prejudicado caso empreste dinheiro, o caminho oposto deve ser o mesmo, concorda?  Então, comece a separar seu próprio dinheiro para iniciar o seu negócio.

A forma mais rápida de conseguir dinheiro é poupando parte daquilo que já ganhamos.

Qual é o tamanho da sua vontade de pôr em práticas projetos pessoais? Quanto realmente você quer poupar de dinheiro para viver o seu futuro de criança daqui para frente? Descobrir isso o ajudará a tomar decisões difíceis no presente, confesso. Isso acontece porque conforme ganhamos mais dinheiro, a tendência é aumentar o padrão de vida e fazermos coisas que antes não fazíamos, isso geralmente sempre vivendo o presente, não priorizando poupar para o futuro.

Abrir mão de tantos prazeres no presente realmente não é fácil e nem agradável, e se você tem família, cortar gastos precisa ser uma decisão conjunta. Saiba que será muito melhor se estiverem bem claros para todos os motivos dessa decisão de mudar o padrão de vida no presente para desfrutar de coisas melhores no futuro.

Se você ganha bem mas não consegue poupar, considere mudar essa situação e determine um percentual do seu salário, já a partir desse mês, exclusivamente para ser investido. Dessa forma, sempre que melhorar o seu rendimento, poderá melhorar um pouco mais seu padrão de vida sem comprometer o seu presente e futuro.

Mas lembre-se, o seu futuro é criado a partir do que você faz hoje, não amanhã.

Bom domingo!!!

Economista

Bianca Lopes. Economista. Consultora na área de finanças, negócios e relações institucionais. Aluna de pós-graduação em Educação Financeira pelo Instituto DSOP, pós-graduada em MBA Finanças, Controladoria e Auditoria pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) e graduada em Economia pela Universidade Estadual de Maringá (UEM).

Instagram @biancalopeseconomista
Facebook Bianca Lopes

VEJA TAMBÉM MATÉRIAS ANTERIORES DA SÉRIE:

CONSUMISTA? EU? IMAGINA! – Por Bianca Lopes

STATUS: EM UM RELACIONAMENTO SÉRIO COM AS DÍVIDAS – Por Bianca Lopes

Dívidas atrasadas: derrotado por um cartão de crédito? – Por Bianca Lopes

AMO COMPRAR PARCELADO. QUAL O PROBLEMA? – Por Bianca Lopes


O dinheiro que ganho nunca é suficiente. E agora? – Por Bianca Lopes


Comentários

Etiquetas

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios