Economia

Governo de Rondônia lança projeto “Microcrédito Produtivo Social para retomada da economia” pós-pandemia

Secom

A Superintendência Estadual de Desenvolvimento e Infraestrutura (Sedi) do Governo de Rondônia, lança o projeto “Microcrédito Produtivo Social para retomada da economia”, como medida de enfrentamento dos impactos financeiros causados pela pandemia da Covid-19.

Utilizando os recursos do Fundo de Investimento e de Desenvolvimento Industrial do Estado de Rondônia (Fider), serão injetados R$ 10 milhões para financiamentos, através do Banco do Povo de Rondônia, que serão repassados entre as entidades creditícias, que terão metas a cumprir. Através desses resultados a entidade não ficará com recurso ocioso.

Além de contribuir com as operações de retomada da economia em todo o território de Rondônia, pelos pequenos e microempreendedores, de modo que superem a situação ou que consigam sair dela sem comprometer custos relacionados à sua própria subsistência fortalecendo a economia do Estado por meio do microcrédito, proporcionando a geração de renda e ocupação de trabalho acompanhados de orientações técnicas.

O projeto tem como público-alvo empreendedores formais e informais, artesãos, microempreendedor individual (MEI), microempresa, empresa individual de responsabilidade limitada (Eireli), associações e cooperativas que obtêm faturamento anual de até R$360 mil, e tem como objetivo atingir cerca de 2.500 pequenos empreendedores até o final do ano de 2020.

“Temos feito grande esforço para que os empreendedores possam ter acesso ao microcrédito, pois, com esse financiamento será possível minimizar os efeitos da pandemia, e acelerar o processo de retomada da economia do Estado de Rondônia, destacou o superintendente da Sedi, Sérgio Gonçalves.

MICROCRÉDITO PRODUTIVO SOCIAL

As linhas de créditos podem variar de R$300 a R$ 30 mil, condicionando à capacidade de pagamento do cliente e análise de crédito, com aval individual ou solidário em grupo com no mínimo três participantes.

Após concluído o processo, o empréstimo tem o período de carência de até seis meses, e o prazo de pagamento de até 36 meses, a taxa de juros é de 0,11%, caso o pagamento seja efetuado em dia. O financiamento estará liberado a partir do momento que o período de calamidade pública for cessado, e ficará disponível por oito meses, podendo ser prorrogado.

Para ter acesso ao crédito, o empreendedor acessa o site das Organizações da Sociedade Civil de Interesse Público (OCISP), onde entrará em contato com a unidade do Banco do Povo mais próxima. Ou, interessados por empréstimos podem entrar em contato com o Banco do Povo de Rondônia pela Central Porto Velho: (69) 3026-1037 e (69) 3026-4591 ou Central Ariquemes: (69) 3536-3151.

Conheça as agências do Estado:

Faepar

Acrecid

 

Secom