Destaques Especiais

Governo reclassifica municípios e Porto Velho regride para a fase 2 de distanciamento social

O Governo de Rondônia divulgou na noite desta sexta-feira (8) uma nova reclassificação do plano de ação de combate à Covid-19 “Todos por Rondônia”, devido ao aumento significativo de casos no estado.

Conforme a Portaria Conjunta nº 28/21, os municípios ficaram classificados da seguinte forma:

7 municípios na Fase 1, com distanciamento social ampliado, que são:

  • Ji – Paraná;
  • Alto Alegre dos Parecis;
  • Espigao do Oeste;
  • Rolim de Moura;
  • Cerejeiras;
  • Colorado do Oeste;
  • Presidente Médici

 

Seis municípios na Fase 2, com distanciamento social seletivo, que são:

  • Porto Velho;
  • Vilhena;
  • Guajará-Mirim;
  • Urupá;
  • Alto Paraíso;
  • Itapuã do Oeste

E os demais municípios, são classificados na Fase 3, com abertura comercial seletiva.

De acordo com o documento, Porto Velho, que regrediu para a fase 2 do distanciamento social, manterá aberto boa parte do comércio, incluindo o shopping, mas fechando bares, boates e proibindo eventos.

Os municípios que regrediram para a Fase 1, considerada a mais radical do distanciamento social, manterá apenas serviços e atividades essenciais.

Veja o que abre e fecha em cada fase:

 

Fase 1 – Distanciamento social ampliado

Podem abrir os seguintes serviços:

  • açougues, panificadoras, supermercados e lojas de produtos naturais;
  • atacadistas e distribuidoras;
  • serviços funerários;
  • hospitais, clínicas de saúde, clínicas odontológicas, laboratórios de análises clínicas e farmácias;
  • consultórios veterinários e pet shops;
  • postos de combustíveis, borracharias e lava-jatos;
  • oficinas mecânicas, autopeças e serviços de manutenção em geral;
  • serviços bancários, contábeis, lotéricas e cartórios;
  • restaurantes e lanchonetes localizadas em rodovias;
  • restaurantes e lanchonetes em geral, para retirada (drive-thru e take away) ou entrega em domicílio (delivery);
  • lojas de materiais de construção, obras e serviços de engenharia;
  • lojas de tecidos, armarinhos e aviamento;
  • distribuidores e comércios de insumos na área da saúde, de aparelhos auditivos e óticas;
  • hotéis e hospedarias;
  • segurança privada e de valores, transportes, logística e indústrias;
  • comércio de produtos agropecuários e atividades agropecuárias;
  • lavanderias, controle de pragas e sanitização; e
  • outras atividades varejistas com sistema de retirada ( drive-thru e take away) e entrega em domicílio (delivery);
  • atividades religiosas de qualquer culto, até 5 (cinco) pessoas;
  • escritório de advocacia; e
  • vistorias veiculares mediante agendamento.

 

Fase 2 – Distanciamento social seletivo

Além dos itens citados da Fase 1 e mais:

  • corretoras de imóveis e de seguros;
  • concessionárias, locadoras, garagens e vistorias veiculares;
  • restaurantes, lanchonetes, sorveterias e afins para consumo no local;
  • academias de esportes de todas as modalidades;
  • shopping centers e galerias;
  • livrarias e papelarias;
  • lojas de confecções e sapatarias;
  • lojas de eletrodomésticos, móveis e utensílios;
  • lojas de equipamentos de informática e de instrumentos musicais;
  • relojoarias, acessórios pessoais e afins;
  • lojas de máquinas e implementos agrícolas;
  • centro de formação de condutores, despachantes, emplacadoras e congêneres;
  • salões de beleza e barbearias;
  • atividades religiosas presenciais;
  • pesca esportiva;
  • comércio de insumos de estética e produtos de salão de beleza.

Fase 3 – Abertura comercial seletiva

A terceira fase NÃO PERMITE abertura das seguintes atividades:

  • casas de show, bares e boates;
  • eventos com mais de 10 pessoas;
  • cinemas e teatros; e
  • balneários e clubes recreativos.

Fase 4 – Abertura comercial ampliada com prevenção contínua.

Veja o documento na íntegra: