Interior Rondônia

Interditado desde 2018, mercado de Guajará-Mirim deve ser reformado em setembro

Desde que mercado fechou, vários feirantes permaneceram nas calçadas ou na rua de Guajará-Mirim — Foto: Lena Mendonça/Rede Amazônica

O mercado público de Guajará-Mirim (RO) completará dois anos de interdição no próximo mês de novembro. Porém, a prefeitura planeja reinaugurar o local antes, e nesta semana foi anunciado que as obras no prédio serão iniciadas em setembro.

O mercado teve as portas fechadas em novembro de 2018, depois de ser interditado pelo Corpo de Bombeiros.

De acordo com a vistoria realizada na época, o prédio não tinha projeto contra incêndio e pânico aprovado, faltava sinalização e iluminação de emergência e apresentava rachadura nas paredes e instalação elétrica estava comprometida. Além de todos esses agravantes, o prédio do mercado foi reformado pela última vez em 2014.

Pelo menos 40 comerciantes tinham box dentro do mercado público. Desde a interdição, muitos permaneceram nas calçadas ou na rua, onde montaram barracas, e outros saíram da feira, atendendo de suas próprias residências ou alugando outros espaços.

Segundo o prefeito Cícero Noronha, o projeto para reforma do prédio já está pronto e ainda este mês, deve ser aberto o processo licitatório para contratação da empresa responsável pela obra.

O gestor disse ainda que R$ 1 milhão, oriundo de uma emenda parlamentar, já está disponível na conta da prefeitura para ser usado na reforma do mercado.

G1 RO