Connect with us

Hi, what are you looking for?

Interior

JI – PARANÁ – Prefeitura libera o funcionamento de academias a partir desta segunda

A prefeitura de Ji-Paraná (RO) alterou algumas medidas previstas no decreto municipal, que regulamenta as atividades comerciais durante o período da pandemia do novo coronavírus, e liberou o funcionamento de academias a partir desta segunda-feira (27).

Para que esses estabelecimentos possam funcionar, precisam ser seguidas normas de higiene e prevenção à Covid-19 como redução na quantidade de alunos dentro do espaço das academias, atendimento com hora marcada e prioritário para clientes que possuem recomendação médica, uso de equipamento de proteção de individual por todos os funcionários e a higienização dos aparelhos e instrumentos.

Ainda segundo a prefeitura, não deve ser autorizada a entrada de alunos com temperatura superior a 37,8°C, a água dos bebedouros deve ser utilizada apenas através de garrafas próprias e os alunos devem levar suas próprias toalhas para ajudar na higiene dos aparelhos. Álcool em gel 70% deve ser utilizado na higienização dos ambientes e precisa estar disponível para todos.

Continua proibido no município o funcionamento de cinemas, teatros, bares, clubes, banhos/balneários, casas de shows, boates, shopping centers e similares, além da realização de eventos e reuniões, incluindo em templos de qualquer culto, com mais de cinco pessoas, assim como qualquer atividade que envolva aglomerações.

Faça um comentário

Você pode gostar

Brasil

    Na minha contínua necessidade de “ler o mundo”, um dos caminhos é a leitura de jornais. Essa “troca de ideias” com pessoas...

Rondônia

O Governo de Rondônia, por meio da Agência Estadual de Vigilância em Saúde (Agevisa) e a Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), divulga balanço...

Cultura

Oi, aqui é o Álisson, prazer, quem me conhece pessoalmente sabe que sou bocudo  –  em várias variáveis, inclusive. Começo pelo meu fenótipo: boca...

Contraponto

[Tendo em vista (i) o impacto dos acontecimentos recentes na França e (ii) a profundidade da análise feita por Theodore Dalrymple, peço licença a...