Destaques Interior Rondônia

Justiça de Rondônia inicia julgamento sobre a responsabilidade do Hospital Regional de Guajará – Mirim

Iniciou nesta quinta – feira (21), o julgamento do processo da responsabilidade do Hospital Regional de Guajará – Mirim.

A Justiça de Rondônia devido à pandemia do novo coronavírus realizou a audiência do caso por videoconferência.

Até nesta quinta – feira,  o julgamento teve apenas o voto do desembargador Eurico Monteiro Júnior, que  votou favorável para que o governo de Rondônia assuma a responsabilidade do hospital de Guajará. Logo em seguida, o desembargador Gilberto Barbosa Batista dos Santos foi o segundo a votar, mas ele pediu vista e o julgamento do caso foi interrompido.

Ainda não existe uma data para que o processo do hospital de Guajará-Mirim volte a ser julgado, mas existe uma prerrogativa de dez dias, podendo ser prorrogado pelo mesmo período.

Situação do Hospital Regional de Guajará-Mirim

A unidade hospitalar de Guajará-Mirim passou a ser de responsabilidade da prefeitura na década de 1990. Desde então o hospital faz procedimentos de média e alta complexidade.

Em 2016, o poder executivo municipal entrou na justiça pedindo que o governo de Rondônia assumisse a gestão e operação do Hospital Regional. Segundo alegou a prefeitura, na época, a manutenção do hospital consome 35% do orçamento do município.

O prefeito Cícero Noronha, comentou que aguarda da decisão da justiça, e acredita que o mais coerente é que a gestão hospitalar seja de responsabilidade do Estado.