Destaques Especiais Saúde

Lacen iniciou a realização de teste de coronavírus e esclarece procedimentos

O Laboratório Central do Estado (Lacen/RO) iniciou nesta quinta-feira (19), a realização dos exames específicos para o novo coronavírus. A matéria-prima enviada pelo Governo Federal chegou na noite desta quarta-feira(18).

Com esses kits, o Lacen que até então investigava somente os tipos mais comuns de vírus que causam doenças respiratórias (Influenza A e subtipificações, PCR-RT Influenza B, PCR-RT para Vírus Sincicial, Imunofluorescência Direta para outros vírus respiratórios) ampliou o painel de vírus de transmissão respiratória como o caso do vírus COVID-19.

Para isso, a Secretaria Estadual de Saúde (Sesau) enviou a biomédica Adriana Cristina Salvador Maia, responsável pelo Laboratório de Vírus Respiratórios, para fazer uma capacitação no Instituto Evandro Chagas, no Pará. A biomédica retornou para Rondônia capacitada para trabalhar na detecção do COVID-19 pela técnica de PCR em tempo real.

A importância desse exame é a agilidade para o diagnostico e destarte de casos suspeitos no Estado. Com a chegada destes kits, o Governo acredita que a resposta dos casos suspeitos terão um prazo de 48 a 72 horas, dependendo da demanda.

Para isso, é importante frisar que são analisadas as amostras suspeitas coletadas somente pelos Centros Estratégicos de Vigilância em Saúde (CIEVS) de cada município. Sãos os CIEVs que enviam ao Lacen as amostras para teste.

Como era feito o exame para Coronavírus em Rondônia?

Antigamente, as amostras suspeitas eram coletadas e todo o Estado através dos municípios e enviadas para o LACEN. A análise viral das mais comuns eram analisadas no Estado, e para a COVID-19, eram encaminhadas ao Instituto Adolfo LUTZ (IAL/SP).

Rondônia só podia encaminhar as amostras apenas uma vez por semana, às quartas-feiras. O processo para a resposta do exame dependia da análise e autorização da solicitação de transporte das amostras realizada pela Coordenação Geral de Laboratórios de Saúde Pública (CGLAB), que por sua vez enviavam gelo seco padrão fornecido pelo Ministério da Saúde, levando cerca de quatro dias.

Contatos para informações 

CIEVS municipal de Porto Velho

3901-2835 – Funcionamento das 8h às 18h
0800 647 1010 – Funcionamento 24h

CIEVS/Agevisa
3216-5398 – Funcionamento das 7h30 às 13h30
0800 642 5398 – Funcionamento 24h

Lembrando que somente o Cievs Municipal de Porto Velho faz a coleta na residência, se for o caso.