Capital Destaques

Leitos de UTI são disponibilizados para pacientes com coronavírus no Pronto Socorro João Paulo II

Divulgação / Secom

O Secretário de Estado da Saúde, Fernando Máximo, informou na noite desta terça-feira (2), oito leitos foram disponibilizados no Hospital João Paulo II. Máximo ainda disse que nesta quarta-feira (3) outros 12 leitos devem ser entregues no Hospital de Amor da Amazônia.

“É realmente uma preocupação muito grande. Os leitos de UTI totalmente lotados desde ontem em Porto Velho. Hoje nós conseguimos montar alguns leitos no Hospital João Paulo II, agora a noite já tem plantonistas, já tem esses leitos montados para atender alguns pacientes. Óbvio que isso ainda não é o suficiente, temos aí os leitos do Hospital de Amor, contratualizados pela Assembleia Legislativa, que estarão prontos a partir de amanhã”.

Em relação ao Hospital Regina Pacis, que foi comprado pelo Governo do Estado para atender pacientes da Covid-19,  Fernando Máximo, informou que a obra ainda não foi finalizada. De acordo com o secretário, problemas logísticos resultaram no atraso das obras.

“Todos esses hospitais, o Hospital de Amor teve um pequeno atraso, quanto o Regina Pacis, as obras estão com dificuldade de logística, de trazer material de fora, de terminar as obras, mas na próxima semana já teremos as obras do Hospital Regina Pacis, alguns leitos, não todos ainda. Nesse momento é isso que nós temos para oferecer. Ainda estamos tentando ampliar alguns leitos”.

Fernando Máximo também pediu colaboração da população, para que todos tomem as precauções necessárias quanto à prevenção do coronavírus. Devido a essa falta de leitos de UTI na capital, três pessoas morreram em uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA).