Connect with us

Hi, what are you looking for?

Interior

Mais de quatro mil doses contra a Covid podem ter estragado em um ato criminoso em Gujará – Mirim

A prefeita de Guajrá – Mirim, Raissa Bento (MDB), divulgou um vídeo nas redes sociais, explicando o comprometimento  de mais de quatro mil doses de vacinas  contra a Covid – 19, após uma suposta queda de energia elétrica. O caso já está sendo investigado e diante da situação, a prefeitura em conjunto com a Agência Estadual de Vigilância em Saúde (Agevisa), decidiu suspender a vacinação no município.

Por cerca de cinco horas, o prédio do Núcleo de Vigilância Epidemiológica e Ambiental (Nuvepa) em Guajará-Mirim (RO) ficou sem energia elétrica e 4.653 doses de vacinas contra a Covid-19, que estavam guardadas na rede de frios, ficaram armazenadas fora da temperatura ideal. De acordo com informaçãoes, as câmaras marcavam 22°C, sendo que as vacinas da Oxford/AstraZeneca e Coronavac/Butantan precisam ser armazenadas de 2ºC a 8°C.

Entre destas doses, estavam separadas mais de 453 outros imunizantes que seriam destinadas a Casa do Índio (Casai).

A perícia foi acionada e os fatos foram registrados e a ocorrência encaminhada à Delegacia Regional.

Além disso, a prefeita também acionou a Fiocruz e o Instituto Butantan para apresentarem um parecer técnico sobre estas vacinas.

“Nós já entramos em contato com a Fiocruz e com o Instituto Butantan justamente pra gente receber um parecer técnico, mas isso de forma alguma quer dizer que a gente perdeu as vacinas”, explicou.

Faça um comentário

Você pode gostar

Brasil

Em 09 de julho de 2020 o senador Randolfe fez uma live com seus heróis médicos, que salvaram muitas vidas no Amapá usando um...

Brasil

    Na minha contínua necessidade de “ler o mundo”, um dos caminhos é a leitura de jornais. Essa “troca de ideias” com pessoas...

Contraponto

[Tendo em vista (i) o impacto dos acontecimentos recentes na França e (ii) a profundidade da análise feita por Theodore Dalrymple, peço licença a...

Rondônia

O Governo de Rondônia, por meio da Agência Estadual de Vigilância em Saúde (Agevisa) e a Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), divulga balanço...