Brasil

Metade dos servidores do Palácio do Planalto está em teletrabalho

Cerca de metade dos servidores da Presidência da República está em trabalho remoto ou em escala de revezamento. De acordo com a Secretaria-Geral, dos quase 3,4 mil servidores do Palácio do Planalto, 31 estavam afastados do trabalho por terem apresentado resultado positivo para a covid-19 até a última sexta-feira (24).

Para assegurar a segurança dos trabalhadores, a frequência dos procedimentos de higienização diária realizados nas salas foi ampliada, com atenção especial às superfícies e aos equipamentos com maior probabilidade de contato interpessoal. O objetivo é minimizar a possibilidade de propagação da covid-19 nas dependências da Presidência da República.

As rotinas incluem a elaboração de cronograma de desinfecção para as áreas comuns e salas administrativas, as quais são atendidas mediante agendamento. A limpeza, que antes era majoritariamente manual, agora adota um modelo de execução automatizado.

O Planalto também realizou a compra adicional de dispenser para álcool em gel para todas as suas dependências. Atualmente, 494 unidades estão estrategicamente distribuídas. Desde o início da pandemia, servidores e colaboradores recebem orientações sobre cuidados pessoais, como higienização das mãos, uso correto de máscaras, distanciamento social e, inclusive, sobre os cuidados necessários ao chegar em casa, após o trabalho.

Por Agência Brasil