Brasil Saúde

Ministério aciona cinco hospitais por coronavírus; governo deve anunciar bloqueio no Orçamento

O Brasil já possui 34 casos de coronavírus confirmados e o Ministério da Saúde decidiu pedir que cinco hospitais filantrópicos de excelência usem recursos e pessoal envolvidos em projetos desenvolvidos no SUS no enfrentamento da doença.

Na sua manchete, a Folha de S.Paulo destaca que, no pior cenário, o coronavírus pode aumentar exponencialmente em até duas semanas e meia.

O ministério estima que a demanda por atendimento hospitalar vai aumentar e ainda há a possibilidade de que os casos de coronavírus sejam confundidos em um eventual pico de casos de gripe por influenza.

A Folha explica que as cinco instituições procuradas pelos Ministério da Saúde fazem parte do Programa de Apoio e Desenvolvimento Institucional do SUS (Proadi), maior projeto público-privado na área da saúde no país.

Eles desenvolvem projetos como o “Lean nas Emergências”, que tem o objetivo de sanar o problema da superlotação e o longo tempo de espera nas filas do SUS. “Ministério alerta hospitais sobre pico do coronavírus”, destaca a manchete da Folha.

João Gabbardo dos Reis, secretário-executivo do Ministério da Saúde
Imagem: Frederico Brasil/Futura Press/Estadão Conteúdo

Em sua reportagem principal, O Globo mostra como as ações de isolamento por causa do coronavírus estão aumentando em alguns países do mundo e enfatiza que festivais de música foram cancelados nos Estados Unidos, assim como a restrição à circulação de pessoas na Itália esvaziou ruas e cartões-postais no país.