Connect with us

Hi, what are you looking for?

Rondônia

Municípios de Rondônia recebem pulverização para combater mosquito transmissor da dengue

Com o período chuvoso o número de casos de dengue em Rondônia aumenta, e a preocupação da Agencia Estadual de Vigilância em Saúde (Agevisa) é redobrada. No dia primeiro deste mês, a Agevisa recebeu do Ministério da Saúde cerca de 3.300 litros de inseticida do tipo Malathion, para combater o Aedes aegypti, conhecido popularmente como mosquito da dengue.

Segundo a diretora geral da Agevisa, Ana Flora Camargo, a agência monitora os casos o ano todo, e no período chuvoso intensifica as ações, evitando a proliferação do ciclo da dengue.

“Com a chegada do inseticida, nos preparamos e fizemos manutenções nos veículos que vão para o interior. Nesse primeiro momento, seguindo o plano de ação, serão contemplados os municípios de Ariquemes, Alto Alegre, Alta Floresta e Cabixi”, destacou Ana Flora.

 

Segundo a diretora, as equipes saíram no dia 10 e retornam no dia 22. A seleção dessas regiões se deve aos índices registrados de casos de dengue. “Essas cidades têm registros de dengue. E além do inseticida Malathion, nós também recebemos 230 quilos de larvicida (tipo de inseticida que mata as larvas do inseto). Vale ressaltar  que as equipes estão preparadas para fazer um bom trabalho “, avaliou a diretora.

CUIDADOS EM CASA

Ana Flora destaca ainda a importância de a própria população adotar algumas medidas e cuidados importantes para ajudar no combate à dengue. Veja abaixo algumas dicas:

– Não deixar água parada (vasos de plantas, pneus ou garrafas sem uso);

– Evitar deixar acumular água em garrafas, baldes, ou lixos; No caso de vasos de plantas, uma boa opção é colocar areia.

– Usar telas protetoras, evitando que o mosquito entre no ambiente; Mas só a tela não evita a dengue;

– Trocar a água de bebedouros de animais a cada semana, ou se estiver suja;

– Limpar calhas e lajes das casas;

A diretora alerta ainda que para esse período de carnaval é muito importante ter atenção com o lixo. “Nós sabemos que neste período as ruas ficam cheias de lixo, o que contribui com a proliferação da dengue. Por isso pedimos à população que procure jogar o lixo no lugar correto, ou até andar com a própria sacolinha, de forma que o lixo não se torne um problema. Após essa etapa, iremos pulverizar outros municípios, incluindo a capital Porto Velho ”, concluiu a diretora da Agevisa, Ana Flora Camargo.

 

Fonte
Texto: Anayr Celina
Secom – Governo de Rondônia

Faça um comentário

Você pode gostar

Capital

Fundado oficialmente apenas em 1914, o bairro Triângulo é o mais antigo de Porto Velho, abrigava os trabalhadores da Estrada de Ferro Madeira Mamoré,...

Capital

Realizado nesta quarta – feira (07), um leilão na B3 (Bolsa de Valores de São Paulo), na qual foram leiloados 22 aeroportos em 12...

Capital

Profissionais de saúde que estão em atividade nas unidades médico-hospitalares públicas e privadas que atendem pacientes diagnosticados com a Covid-19 continuam sendo imunizados pela...

Brasil

Falta de matéria-prima importada ameaça fabricação de imunizantes contra a covid no país. IFA que chegaria esta semana para o Butantan só desembarca na...