Cultura Filmes Séries Tecnologia

Netflix vai investi R$ 350 milhões em filmes e séries brasileiras em 2020

Above

Em viagem para Los Angeles, na Califórnia, o governador do estado de São Paulo, João Doria, visitou os estúdios de cinema e de seriados americanos, como as instalações da Warner e da Netflix. Pelo Twitter, Doria contou que a plataforma de streaming já confirmou um novo investimento de R$ 350 milhões em conteúdos brasileiros, o que acontecerá no ano que vem.

Infelizmente, o rumor de que a Netflix estaria firmando parceria com a TV Cultura, para a exibição de seus programas clássicos, e ainda produção de novos programas, foi desmentida pelos executivos da empresa, o que é uma pena, pois esse fato seria uma parceria inédita no mercado de streaming, a aquisição de todo o conteúdo de uma emissora de televisão, mais infelizmente não foi dessa vez.

Também pelo Twitter, Doria disse que propôs a ideia, “propusemos a parceria entre a Netflix Brasil e a TV Cultura para as produções no Estado de São Paulo; esta proposta pode aquecer o mercado audiovisual e gerar mais empregos para profissionais da área.” Contudo, a Netflix não aceitou a proposta, ao menos no momento. “Em reunião com o governador de São Paulo João Doria em Los Angeles ontem, nós reforçamos nosso compromisso de investir R$ 350 milhões em séries e filmes feitos no Brasil no próximo ano. Nós temos muitos parceiros no país e recebemos a proposta de parceria com a TV Cultura feita pelo governador, mas não temos planos de trabalhar com eles neste momento”, afirmou um porta-voz da Netflix

Segundo o executivo da companhia, Adrien Muselet, diretor de aquisição de conteúdo do serviço de streaming, a Netflix planeja investir no ano que vem em filmes como Modo Avião, com Larissa Manoela, além da comédia romântica Ricos de Amor, com Danilo Mesquita e Giovanna Lancellotti. A Netflix já obteve bons resultados com com produções brasileiras, segundo afirmou o executivo Muselet. E entre os destaques lançados em 2019, estão Irmandade, O Escolhido, Coisa Mais Linda, Sintonia 3%.

 

“O conteúdo brasileiro funciona muito bem no Brasil e o que vemos é que, quando a história é muito boa e bem realizada, a tendência é funcionar também fora do Brasil”, afirma Muselet, justificando os novos investimentos.

  • FONTE

https://canaltech.com.br/

Below