Capital

Nota de Repúdio da CDL à greve do transporte coletivo

Above

A Câmara de Dirigentes Lojistas de Porto Velho vem a público repudiar veementemente mais uma greve do transporte coletivo em Porto Velho.

Infelizmente, nada mudou em relação ao caos na prestação de serviços de transporte público.

Em 2019 foram várias greves, inúmeras reuniões entre Consórcio SIM, Prefeitura de Porto Velho e Poder Judiciário. Quando se pensava que a população tinha se livrado desse grave problema, a cidade de Porto Velho é contemplada com esse presente de ano novo.

Não basta a empresa se justificar, alegando que não paga seus funcionários por ter sofrido quedas em suas receitas.

Não basta a Prefeitura lavar as mãos e simplesmente informar que “a reivindicação dos trabalhadores é justa e que a responsabilidade administrativa cabe ao Consórcio SIM.

É preciso encarar a greve de frente e cada ente cumprir com suas obrigações e resolver o a problema.

A população de Porto Velho não merece esse desrespeito. Chega de fazer o povo sofrer.

Os efeitos de uma greve dessa natureza são catastróficos para o comércio. Os funcionários não comparecem a seus postos de trabalho, gerando atendimento de baixa qualidade, queda nas vendas e comprometendo o planejamento financeiro das empresas.

A CDL Porto Velho apela para que os responsáveis encontrem uma solução rápida para o problema e que o transporte coletivo de Porto Velho retorne a sua normalidade com a máxima urgência.

 

Fonte: CDL Porto Velho.

Below