Mundo

Número de mortos por coronavírus na Itália chega a 197

O número de mortes pelo novo coronavírus na Itália subiu para 197, com 49 nas últimas 24 horas, e a quantidade de infectados é de 3.916, segundo o chefe da Defesa Civil, Angelo Borrelli.

Entre as pessoas contaminadas, 2.394 estão hospitalizadas com sintomas de vários tipos, 462 estão em terapia intensiva e 1.060 se recuperam em quarentena em suas próprias casas.

A Itália teve 4.636 casos positivos de coronavírus até agora, dos quais 3.916 permanecem infectados, 197 morreram e 523 foram curados e tiveram alta. A maioria dos pacientes está concentrada nas regiões de Lombardia, Emilia-Romagna e Veneto, todas no norte do país.

Segundo Borrelli, a maioria das mortes ocorreu na Lombardia, com 37 apenas nas últimas 24 horas e 135 no total. Todas as vítimas têm entre 62 e 95 anos de idade.

O presidente do Instituto Superior de Saúde, Silvio Brusaferro, explicou que quase 90 % das mortes são de pessoas com “duas ou mais patologias” e que 28% do total são mulheres.

O conselheiro regional de saúde da Lombardia, Giulio Gallera, exibiu mapas demonstrando como o vírus se espalhou na última quinzena a “uma velocidade fulminante” a partir dos surtos em Codogno e Lodi, as chamadas “zonas vermelhas”, onde cerca de 55 mil residentes permanecem isolados. Na tentativa de conter a propagação do chamado SARS-CoV-2, o governo italiano vem cogitando expandir os limites dessa zona.

Mais cedo, o Instituto Superior de Saúde italiano publicou um relatório que afirma que das primeiras 105 mortes com coronavírus analisadas, a idade média é de 81 anos e dois terços Das vítimas sofriam de outras patologias graves.

Especificamente, 42,2% dos óbitos foram entre 80 e 89 anos de idade; 32,4% entre 70 e 79 anos de idade; 8,4% entre 60 e 69 anos de idade; 2,8% entre 50 e 59 anos de idade; e 14,1% com mais de 90 anos de idade. As enfermidades mais comuns eram hipertensão (74,6%), la cardiopatia isquêmica (70,4 %) e diabetes (33,8%).

 

Por – EFE