Blog da Mara | Opinião e Notícia

Jornalista desde 1989. Trabalhou nos jornais Estadão do Norte, O Guaporé e Diário da Amazônia.  Cobriu eleições para a Agência Estado. Trabalhou no Governo de Rondônia por quase 20 anos. Foi assessora parlamentar durante 12 anos no Congresso Nacional. É graduada pela Fundação Armando Alvares Penteado (FAAP), com especialização em Ciências Políticas pela Unilegis, Universidade do Legislativo Brasileiro.     
Amazônia

Oficinas mobilizam moradores para construir Plano de Resíduos Sólidos

Em Ji Paraná, evento será realizado no dia 14, e em Porto Velho no dia 17.

Acabar com os lixões nos municípios para melhorar as condições de saúde e meio ambiente é um dos propósitos do Plano Estadual de Resíduos Sólidos (PERS), já em construção por meio da Secretaria do Desenvolvimento Ambiental (Sedam), que esta semana iniciou a mobilização de centenas de pessoas em oficinas destinadas a acolher sugestões voltadas para manejo de resíduos sólidos, fiscalização, educação ambiental e capacitação técnica.

A primeira oficina foi realizada na terça-feira, 11, em Vilhena, com público expressivo, segundo o geógrafo Anderson Cristo, um dos técnicos da Sedam que atuam na implementação do PERS.  Ele faz um apelo (vídeo) para a população participar. As próximas oficinas serão em Ji-Paraná, dia 14, na Câmara de Vereadores, e no dia 17  em Porto Velho,  no auditório da antiga faculdade Ulbra, agora São Lucas.

Para a formulação do plano, três fases devem ser cumpridas – diagnóstico da situação dos resíduos sólidos, planejamento das ações e participação social. Em julho, conforme Anderson  Cristo, haverá um seminário de apresentação do plano, que deverá ser implementado por decreto.

De acordo com os organizadores, o Plano Estadual de Resíduos Sólidos (PERS/RO) é um instrumento previsto na Lei nº 12.305/ 2010, que trata da Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS), visando, entre outras ações, à proteção da saúde pública, à preservação ambiental e o gerenciamento adequado dos resíduos sólidos.

Durante o evento, os técnicos explicaram que, para a formulação do plano estadual, três etapas são de fundamental importância: o diagnóstico da situação dos resíduos sólidos; planejamento das ações e participação social.

O secretario Elias Resende (Sedam) esteve em Vilhena, e deve comparecer à abertura das demais oficinas, nesta semana.    

Em Vilhena, compareceram estudantes, servidores públicos, associações de catadores do Cone Sul, profissionais liberais, gestores públicos, empresários. Há um grande interesse na oficina de Porto Velho, por isso os organizadores alteraram o local do evento.        


Comentários

Etiquetas

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios