Brasil Saúde

Óleo Essencial de Mandarina: Bom para a Mente e para o Corpo

Você já ouviu falar do óleo essencial de mandarina? Pelo nome parece algo estranho ou exótico, mas na verdade trata-se de uma figura conhecida. A mandarina, no caso, é ninguém mais ninguém menos que a boa e velha tangerina – que pelo Brasil leva outros nomes, como mexerica ou poncã.

Mas não importa como você a chama na sua região, pois trata-se da fruta da mesma planta: a Citrus reticulata. Com ela é feito um dos óleos essenciais de aroma mais agradável e benéfico. Mais precisamente, o óleo essencial de mandarina é obtido a partir da casa dessa fruta cítrica e saborosa.

Este óleo essencial de Mandarina é usado nas medicinas tradicionais desde muito tempo. Há relatos de seu uso na China, na Índia e na Europa da antiguidade. Esses usos variavam, desde simples problemas do trato respiratório, como tosses e catarro, até distúrbios gastrointestinais. Mas o que a ciência tem a nos dizer hoje sobre esse óleo essencial?

Benefícios do óleo essencial de mandarina

Assim como outros óleos essenciais, o óleo essencial de mandarina conta com muitos compostos benéficos. O principal deles é o limoneno, também presente em vários outros óleos extraídos de plantas cítricas ou tropicais. Por conta disso, ele apresenta ação contra micro-organismos, sendo uma opção mais natural para limpeza de superfícies. Mas há ainda outros detalhes interessantes, como:

Benefícios para a pele: ajuda no combate à oleosidade da pele e acne. Quando combinado com outros óleos essenciais, como o de lavanda, por exemplo, ajuda a atenuar cicatrizes e estrias. Também possui bons efeitos na prevenção da formação de celulite em mulheres.

Problemas gastrointestinais: tem ação detox e ajuda no caso de certas condições gastrointestinais, como flatulência e constipação, já que tem propriedades laxativas leves. Ajuda também na digestão dos alimentos e pode estimular o apetite, especialmente em pessoas que estão com dificuldades de se alimentar por conta de algum problema de saúde.

Alívio de estresse: na aromaterapia, o óleo essencial de mandaria é conhecido por auxiliar no relaxamento, combatendo o estresse, a ansiedade e a fadiga. E precisamos concordar que isso é algo realmente útil nos dias atuais, tão estressantes! Também costuma ser indicado para aqueles que acabam de se recuperar de alguma doença, auxiliando no reequilíbrio emocional.

Insônia: nos casos em que o estresse não te deixa dormir, ele também pode ajudar. Ao combater essa condição, consequentemente torna-se uma ajuda e tanto na hora de pegar no sono.

Cuidados no uso do óleo essencial de Mandarina

Assim como outros óleos cítricos, ao usá-lo na pele deve-se evitar o contato direto com a luz solar, o que pode ocasionar manchas e queimaduras. Nesse caso também é sempre importante usar um óleo carreador, como óleo de amêndoas, de coco ou azeite de oliva extravirgem, para diluir o produto. Assim, evita-se possíveis irritações cutâneas.

Para a aromaterapia, pode-se simplesmente colocar algumas gotas em um difusor ou no box do chuveiro, para que ele aja no vapor do seu banho. É importante que, ao adquirir o seu óleo essencial de mandarina, você procure sempre pelas indicações de um profissional habituado a esse tipo de tratamento. Ele poderá lhe indicar a melhor forma de uso e as quantidades corretas.

Por fim, sempre é bom lembrar que mesmo produtos naturais não devem ser usados indiscriminadamente e sem orientações. Nunca substitua nenhum tratamento ou medicação que já esteja tomando sem conhecimento do seu médico. Dessa forma, você poderá aproveitar os benefícios sem passar por problemas. Supersaúde!

Dr Rondon