Brasil politica

Operação da PF mira caixa 2 de José Serra nas eleições de 2014

Foto: AFP

São cumpridos quatro mandados de prisão e 15 de busca e apreensão em São Paulo e no Distrito Federal

Uma operação da Polícia Federal cumpre 15 mandados de busca e apreensão e quatro de prisão temporária em investigação que apura o recebimento de R$ 5 milhões pela campanha de José Serra nas eleições de 2014. Entre os presos está o empresário José Seripieri Júnior, fundador da Qualicorp. Investigadores apontam que Seripieri fez doações via caixa 2 para Serra naquela disputa eleitoral. Teriam sido feitos dois pagamentos nos valores de R$ 1 milhão e outro de R$ 3 milhões.

Também são alvos de pedido de prisão os empresários Arthur Azevedo Filho, Mino Mattos Mazzamati e Rosa Maria Garcia.

Estão sendo cumpridos mandados de busca e apreensão no apartamento funcional de José Serra em Brasília, em dois imóvels do tucano em São paulo e também no gabinete do senador no Congresso Nacional. Também são feitas buscas na sede da Qualicorp, que operacionalizava o esquema.

O inquérito faz parte da Lava Jato e foi enviado para a primeira instância da Justiça eleitoral pelo Supremo Tribunal Federal (STF).  Os investigados podem responder pleos crimes de associação criminosa, falsidade ideológica eleitoral e lavagem de dinheiro, com penas de 3 a 10 anos de prisão.

O senador José Serra ainda não se manifestou sobre a operação.

OTempo