Connect with us

Hi, what are you looking for?

Rondônia

“Operação Decreto” fiscaliza estabelecimentos e orienta comerciantes a evitarem aglomeração em Porto Velho

O Governo de Rondônia segue com fiscalizações intensas em cumprimento ao Decreto nº 25.728, que determina medidas temporárias de isolamento social. Nesta quarta-feira (20), equipes do Corpo de Bombeiros Militar, Polícia Militar, Polícia Civil, Programa de Orientação, Proteção e Defesa do Consumidor (Procon-RO), Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), Agência Estadual de Vigilância em Saúde (Agevisa) e órgãos municipais, iniciaram a “Operação Decreto”, que tem por finalidade orientar gerentes e responsáveis de estabelecimentos comerciais sobre o descumprimento das normas sanitárias, superlotação e crimes contra a Saúde Pública.

O comandante geral do Corpo de Bombeiros Militar de Rondônia, coronel Gregório de Lima explicou sobre o objetivo dessa ação de cunho orientativo, para evitar maior aglomeração e, consequentemente, a contaminação da população. “Agora estamos fiscalizando os estabelecimentos comerciais, onde acumulam o maior número de pessoas, e viemos orientar quanto a ocupação dos 40% permitidos. Respeitando essa ocupação evitará aglomeração e a contaminação de pessoas nos comércios da cidade de Porto Velho, especialmente nos comércios de gêneros alimentícios, que são o nosso alvo hoje”, afirma.

Nenhum estabelecimento comercial foi autuado na primeira fase da Operação Decreto na capital, que tem por finalidade orientar quanto a superlotação dos espaços. Cerca de 33 estabelecimentos receberam as visitas das equipes, que distribuíram-se nas quatro zonas da capital (norte, centro, leste e sul) simultaneamente.

“O Procon veio acompanhar o cumprimento do decreto de calamidade pública, afim de que seja preservada a integridade física e a saúde da população e dos consumidores dentro dos estabelecimentos comerciais e, nesse momento, é importante observar-se os limites que foram impostos por determinação do Poder Público estão sendo respeitados”, explicou o coordenador Estadual do Procon, Ihgor Rego.

Segundo Ihgor, é importante que se respeite a limitação quanto ao horário para o funcionamento dos estabelecimentos até as 20h, a fim de evitar a contaminação da Covid-19, a partir da quantidade de pessoas dentro dos comércios, respeitando o limite de 40% do público total permitido pelo Corpo de Bombeiros Militar, além do respeito sobre a comercialização de bebidas alcoólicas, “situações que vão influir na diminuição da Covid-19 e ajudar o Estado a sair dessa situação que hoje é uma situação periclitante”, disse o coordenador do Procon.

As operações em conjunto devem continuar durante a vigência do decreto, que, se não for prorrogado, segue até o próximo dia 26 de janeiro. As denúncias de ações de descumprimento do Isolamento Social Restritivo podem ser feitas através do Whastapp (69) 9937-99712 , ou nos números 190193 e 197.

SECOM

Faça um comentário

Você pode gostar

Capital

Fundado oficialmente apenas em 1914, o bairro Triângulo é o mais antigo de Porto Velho, abrigava os trabalhadores da Estrada de Ferro Madeira Mamoré,...

Capital

Realizado nesta quarta – feira (07), um leilão na B3 (Bolsa de Valores de São Paulo), na qual foram leiloados 22 aeroportos em 12...

Capital

Profissionais de saúde que estão em atividade nas unidades médico-hospitalares públicas e privadas que atendem pacientes diagnosticados com a Covid-19 continuam sendo imunizados pela...

Brasil

Falta de matéria-prima importada ameaça fabricação de imunizantes contra a covid no país. IFA que chegaria esta semana para o Butantan só desembarca na...