Destaques

Operação Ordo é realizada para prender criminosos que mataram policiais em Nova Mutum

Divulgação

Na manhã deste sábado (10), a Polícia Civil do Estado de Rondônia (PC/RO), por meio da Delegacia de Homicídios da Capital, em ação conjunta com forças de segurança deflagraram uma Mega Operação denominada “ORDO”, com a finalidade ao combate aos crimes de homicídio e facções criminosas, no distrito de Mutum-Paraná.

Durante cinco dias, a PC realizou uma investigação para identificar os criminosos que torturaram e executaram o Tenente da Polícia Militar Figueiredo e que no mesmo dia, após uma emboscada, também assassinaram o SGT PM Rodrigues.

A Delegada responsável pela investigação, Leisaloma Carvalho Resem, encaminhou 24 mandados judiciais, sendo 17 de Prisões Preventivas e 7  de Busca e Apreensão, os quais foram autorizados pelo Poder Judiciário.

Nas primeiras horas deste sábado, as forças de segurança do estado de Rondônia se uniram para cumprir os mandados judiciais nas fazendas invadidas e  locais onde os supostos infratores poderão ser localizados.

De acordo com o resultado das investigações, os alvos da Operação são membros de Organização Criminosa, na qual executam suas ações naquela localidade com treinamento e armamento de guerra do tipo Fuzil dos calibre .556 e .762, além de Metralhadora, para realização de prática de diversos crimes como tentativa de homicídios, homicídios, tortura, roubos, incêndios e demais ações que envolva o aumento territorial invadido e poder nas localidades invadidas. Este grupo identificado pela Polícia, possui conflito constante com os proprietários, moradores e seguranças que trabalham nas propriedades rurais.