DestaquesJustiça

PEDÁGIO – PF desarticula organização criminosa que fraudava licitações em Ji-Paraná

A Polícia Federal deflagrou desde o início da manhã dessa quarta-feira (20) a Operação Pedágio que desarticulou uma Organização Criminosa que atuava em fraudes licitatórias no âmbito da administração pública do município de Ji-Paraná/RO.

Foram cumpridos 24 mandados judiciais, sendo 10 mandados de prisão preventiva e 14 mandados de busca e apreensão expedidos pela 2ª VARA FEDERAL SUBSEÇÃO JUDICIÁRIA DE JI-PARANÁ/RO, incluindo o Gabinete da Secretaria Municipal de Administração e o Setor de Licitações e Contratos da Prefeitura de Ji-Paraná/RO.

As investigações realizadas pela Delegacia de Polícia Federal de Ji-Paraná/RO, que contou com apoio do TCU/RO, iniciaram há mais de dois anos, período em que foram coletadas inúmeras evidências de prática dos mais variados crimes, no âmbito da alta cúpula da Administração Pública de Ji-Paraná.

De acordo a investigação, empresários eram pressionados a pagar propina para que pudessem vencer licitações e receber os devidos pagamentos dos contratos com a Prefeitura.

A exigência de tal pagamento a integrantes da Organização Criminosa, para que pudesse prosseguir com a execução do contrato, era chamada de “Pedágio”, sendo o termo adotado para designar a Operação.

Tal prática é lesiva às empresas, as quais ficam submetidas ao pagamento de propina, além de frustrar o caráter competitivo das licitações, gerando danos aos erários da Prefeitura de Ji-Paraná/RO e da União.

Os envolvidos no esquema responderão pelos crimes de corrupção ativa e passiva, concussão, peculato, lavagem de dinheiro, fraude a procedimentos licitatórios, falsidade ideológica, organização criminosa entre outros.

A Polícia Federal divulgou os seguinte dados, resultado da ação dos agentes:

– 16 veículos apreendidos

– 10 mil reais em espécie

– Porcão de maconha apreendida que gerou a lavratura de TC por uso de entorpecentes.

Buscas em 04 empresas, residências dos alvos, SEMAD e CPL (órgãos públicos). Órgãos públicos foram apreendidos processos licitatórios e diversos documentos.

O Rondoniense
Comentários

Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios