Destaques Rondônia

Órgãos recomendam que Sesau crie grupo emergencial voltado à saúde indígena

Grupo de trabalho emergencial multi-institucional, com participação de comunidades indígenas e órgãos indigenistas. — Foto: Reprodução/Rede Amazônica

Os Ministérios Públicos Federal (MPF), do Trabalho (MPT), das Defensorias Públicas da União e de Rondônia, da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e Conselho Estadual de Defesa dos Direitos Humanos do estado, se uniram e formalizaram uma recomendação em conjunto para que a Secretaria de Estado de Saúde (Sesau) crie um grupo de trabalho emergencial multi-institucional para debater e executar à saúde indígena durante a pandemia do novo coronavírus com a participação das comunidades indígenas.

Na recomendação é solicitado que o grupo emergencial atente às particularidades imunológicas dos povos indígenas, que podem deixá-los em situação de vulnerabilidade crítica em caso de exposição a Covid-19.

Além das situações sanitárias, o documento cita questões econômicas, dificuldades logísticas e de comunicação, que podem agravar o risco do genocídio indígena.

Ainda conforme a recomendação, o grupo de trabalho emergencial multi-institucional, deve ser acompanhado pela Secretaria Especial da Saúde Indígena (Sesai), do Distrito Sanitário Especial Indigenista (DSEI) e Fundação Nacional do Índio (Funai).

Até o presente momento, a Sesau não se posicionou.

*Informações iniciais do G1 RO