Destaques Rondônia

Pesquisadores de Rondônia podem apresentar projetos de Gestão Compartilhada em Saúde até domingo

Os pesquisadores têm até domingo (27) para apresentarem projetos de pesquisa no âmbito do Programa Pesquisa para o Sistema Único de Saúde (PPSUS) em Gestão Compartilhada em Saúde, referentes à  Chamada pública nº 001/2020, oferecida pelo Governo de Rondônia, por intermédio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Rondônia (Fapero) e da Secretaria da Saúde do Estado de Rondônia (Sesau).

Segundo o diretor de planejamento estratégico da Fapero, José Afonso Costa Pimentel, o PPSUS é executado em parceria com o Ministério da Saúde (MS), por meio do Departamento de Ciência e Tecnologia da Secretaria de Ciência, Tecnologia, Inovação e Insumos Estratégicos em Saúde (SCTIE) e com o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). “Essa é a nossa terceira edição, e como estamos avançando cada vez mais, o MS fez dessa a nossa maior edição, com R$ 1.4 milhões em financiamentos para os projetos”, explica José Pimentel.

As propostas aprovadas nesta chamada serão financiadas, com recursos de capital e custeio no valor global de R$ 1.4 milhões, sendo: R$ 1 milhão oriundos do DECIT/SCTIE/MS a serem repassados por meio do CNPq e R$ 400 mil da Fapero/Sesau, provenientes do Governo do Estado.

“Com o objetivo de contribuir para a estratégia de fortalecimento do esforço nacional em Ciência, Tecnologia e Inovação (CT&I), até 5% do valor global do convênio estabelecido entre o CNPq e a Fapero serão destinados ao acompanhamento e avaliação do programa em Rondônia”, destaca o diretor.

Além disso, José Pimentel disse que neste programa o Estado foi elencado como modelo, referência, pois esse edital traz as soluções para as problemáticas do SUS, aplicando essas melhorias apresentadas pelos estudos dos pesquisadores ao sistema. “O PPSUS é um dos importantes programas que a Fapero executa no Estado de Rondônia para contribuir na consolidação do sistema de CT&I estadual, assim como para o desenvolvimento da sociedade do Estado, a qual tem direito garantido à Saúde de Qualidade,” enfatiza o diretor de planejamento estratégico da Fapero.

FAPERO