Brasil Política e Cidadania

Planalto discute como será a distribuição de R$ 600 para trabalhadores informais

Integrantes do Planalto discutem nesta segunda-feira (30) como será feita a distribuição dos R$ 600 de auxílio para trabalhadores informais durante a pandemia do coronavírus.

A ideia em debate hoje, segundo o blog apurou, é que o Ministério da Cidadania coordene a distribuição — para isso, ministros do governo defendem que as lotéricas sejam abertas.

Na semana passada, a Justiça Federal no Rio de Janeiro suspendeu os efeitos do decreto do presidente Jair Bolsonaro definindo como serviço público essencial atividades religiosas e o funcionamento de casas lotéricas.

Assessores de Bolsonaro ouvidos pelo blog afirmam que, como disse o presidente da Caixa na semana passada, os pagamentos do auxílio também serão feitos pelas lotéricas.

Na quinta-feira, a Câmara dos Deputados aprovou o auxílio mensal de R$ 600 a trabalhadores informais por três meses em razão da pandemia do coronavírus. A mulher que for mãe e chefe de família poderá receber R$ 1,2 mil. O projeto ainda precisa passar pelo Senado.

O Congresso determinou um valor maior que o proposto pelo Executivo, que era de R$ 200, depois de articular com o governo.

O governo federal ainda não informou a data de início do pagamento. Isso porque o benefício será criado por um Projeto de Lei (PL), que já foi aprovado pela Câmara, que aumentou o valor proposto, e ainda vai precisar ser analisado pelos senadores antes de entrar em vigor.

Depois, segue para sanção do presidente Bolsonaro.

O dinheiro sairá dos cofres da União, que ganhou fôlego após a aprovação do estado de calamidade pública, que permite ao governo descumprir a meta fiscal de 2020, que seria de déficit de R$ 124 bilhões, e agora poderá se endividar mais.

Fonte: G1