Mundo

Polícia diz que subiu para 21 o número de mortos em atentado em Bogotá

O número de mortos no atentado com um carro-bomba ocorrido na quinta-feira, em um estacionamento da Escola de Polícia General Francisco de Paula Santander, em Bogotá (Colômbia), subiu para 21, incluindo o terrorista, informou a corporação, acrescentando também que 68 pessoas ficaram feridas.

“Infelizmente, o saldo preliminar é de 21 pessoas mortas, incluindo ao responsável do ataque, e de 68 feridos, que foram levados para diferentes hospitais com o apoio das equipes de socorro e emergência do Distrito de Bogotá”, afirma o comunicado divulgado pela polícia.

O novo balanço duplica o número de mortos que foi divulgado ao longo do dia. O ataque contra a instituição, onde são formados oficiais da polícia colombiana e de outros países latino-americanos, ocorreu pouco depois das 9h30 (horário local, 12h30 de Brasília) de quinta-feira.

A polícia confirmou no comunicado a informação antecipada pelo procurador-geral do país, Néstor Humberto Martínez, segundo o qual foram utilizados “80 quilos de explosivos” na detonação, que foram colocados dentro de um veículo que ingressou de maneira violenta” na academia.

“As investigações iniciais indicam que o suposto autor material foi identificado como José Aldemar Rojas Rodríguez, que ingressou na Escola de Cadetes em uma SUV cinza Nissan Patrol modelo 1993 de placas LAF-565”, acrescentou a informação.

Até o momento, as autoridades não informaram de possíveis vínculos de Rojas Rodríguez com algum grupo armado ilegal.

O último registro que as autoridades de trânsito possuem do veículo usado no atentado aconteceu no dia 27 de julho de 2018, quando passou por uma revisão técnica e mecânica em Arauca, capital do departamento do mesmo nome, na fronteira com a Venezuela.

“De maneira conjunta com a Procuradoria-Geral da República e demais autoridades, as investigações que visam estabelecer as causas e responsáveis pelo ato terrorista que enluta os colombianos estão sendo realizadas”, acrescentou a informação.

Além disso, a polícia disse que 68 feridos, 58 já receberam alta médica e que as autoridades realizam “os processos correspondentes de identificação das vítimas fatais”.

EFE Bogotá

Comentários

Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios