Connect with us

Hi, what are you looking for?

Justiça

Prêmio Conciliar é Legal é entregue à Justiça do Trabalho de RO e AC pelo CNJ

O Tribunal Regional do Trabalho da 14ª Região, que abrange os estados de Rondônia e Acre, foi contemplado na terça-feira (18), em Brasília/DF, com o Prêmio Conciliar é Legal, concedido pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ). A honraria foi entregue ao Regional após a 304ª Sessão Ordinária do órgão, por ter registrado maior índice de conciliação durante a XIV Semana Nacional da Conciliação entre todos os tribunais, realizada de 4 a 8 de novembro de 2019.

Na ocasião, o certificado foi recebido pelo vice-presidente do TRT14, desembargador Shikou Sadahiro, pelas mãos do conselheiro Henrique Ávila, que é o presidente da Comissão Permanente de Solução Adequada de Conflitos do CNJ. O também conselheiro do CNJ e ex-presidente da OAB/AC, Marcos Vinícius, estava presente e parabenizou o Regional pela premiação que reconhece os esforços de servidores e magistrados na solução dos conflitos.

“Mais uma vez a Justiça do Trabalho demonstra o seu esforço e compromisso com a sociedade ao buscar a eficácia da prestação jurisdicional”, ressaltou Shikou Sadahiro.

Ao todo 22 práticas que ajudaram a fortalecer a política de resolução de conflitos por meio da conciliação e mediação foram reconhecidos pelo CNJ. Do ramo da Justiça do Trabalho também receberam: o TRT2 (SP), na categoria TRT pelo projeto “Atlas da Conciliação e Plano de Incentivo à Conciliação”; TRT4 (RS), que recebeu menção honrosa na categoria TRT pelo projeto “Investigação de Conciliabilidade (i-Con)”; TRT18 (GO), por ter registrado maior índice de conciliação durante os 12 meses que antecederam a última Semana Nacional da Conciliação; o juiz Raimundo Paulino Cavalcante Filho, do TRT11 (AM/RR), na categoria “juiz individual (Justiça do Trabalho)” pela iniciativa “Autocomposição incentivada”; e o servidor Luiz Antonio Loureiro Travain, do TRT2 (SP), na categoria “Instrutores de Mediação e Conciliação” pelo projeto “Grupo de Estudos a Distância em Conciliação e Mediação – NUPEMEC-JT2-TRTSP”.

O Prêmio Conciliar é Legal foi criado pelo CNJ em 2010 a fim de identificar, premiar e dar destaque às práticas que buscam a solução de litígios por decisão consensual das partes em ações que contribuem para a pacificação de conflitos no âmbito da Justiça brasileira. Podem participar tribunais, magistrados, instrutores de mediação e conciliação, instituições de ensino, professores, estudantes, advogados, usuários, empresas ou qualquer ente privado, que tenham práticas que contribuam para a solução consensual de conflitos.

Fonte: Assessoria

Faça um comentário

Você pode gostar

Capital

Fundado oficialmente apenas em 1914, o bairro Triângulo é o mais antigo de Porto Velho, abrigava os trabalhadores da Estrada de Ferro Madeira Mamoré,...

Capital

Realizado nesta quarta – feira (07), um leilão na B3 (Bolsa de Valores de São Paulo), na qual foram leiloados 22 aeroportos em 12...

Capital

Profissionais de saúde que estão em atividade nas unidades médico-hospitalares públicas e privadas que atendem pacientes diagnosticados com a Covid-19 continuam sendo imunizados pela...

Rondônia

O avanço da covid-19 mantém Rondônia ainda em situação crítica para doença e a população precisa ficar atenta às restrições implementadas pelo Governo de...