Brasil Educação

Presidente da Comissão de Educação, Dário Berger defende adiamento do Enem

Em meio à pandemia covid-19, o governo federal confirma o calendário de realização das provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) deste ano, marcadas para os dois primeiros domingos de novembro, embora grande parte dos especialistas e dos alunos defendam o adiamento. Nesta sexta-feira (15), o jornalista Adriano Faria conversou sobre o assunto com o presidente da Comissão de Educação (CE), senador Dário Berger (MDB-SC). Ele defende o adiamento das prova, ponderando que as condições de preparação para o exame, especialmente de estudantes de escolas públicas e de cidades do interior, que têm que recorrer à educação a distância, não são suficientes. “Os estudantes mais pobres sofrerão as piores consequências”, afirmou. Já tramitam no Senado propostas que adiam o Enem: PL 1.277/2020, da senadora Daniella Ribeiro (PP-PB), PDL 137/2020, do senador Izalci Lucas (PSDB-DF) e PDL 218/2020, do senador Jader Barbalho (MDB-PA).

Ouça a íntegra da entrevista de Dário Berger à Rádio Senado.

Fonte: Agência Senado