Justiça

PREVENÇÃO – SENAR deve cumprir TAC para combater assédio moral

O Serviço Nacional de Aprendizagem Rural – SENAR firmou Termo de Ajustamento de Conduta– TAC perante o Ministério Público do Trabalho (MPT) em Rondônia no qual se compromete a implementar políticas internas mais rigorosas para prevenir casos de assédio moral no âmbito das suas unidades.

Para cumprimento da obrigação o SENAR deve implementar uma Ouvidoria Interna em que, de preferência, mantenha-se sigilo de denúncias que receber e tenha na sua composição, pelo menos, um servidor de cada setor da entidade, escolhido por votação entre os próprios componentes do setor.

A Ouvidoria criada pelo SENAR em Rondônia deve apurar as denúncias que receber de forma isenta e independente e, ainda, promover, semestralmente, por um período de 2 (dois ) anos, a partir do TAC firmado perante o MPT, treinamentos, cursos, palestras sobre combate ao assédio moral – incluindo no conteúdo programático medidas preventivas e repressivas contra esse tipo de ilícito – com entrega de material de conscientização, como cartilhas e banners a todos os empregados, inclusive diretores, gerentes e gestores em geral – dos estabelecimentos vinculados à compromissária (SENAR) em todo o Estado de Rondônia.

O Termo de Ajuste de Conduta foi firmado no 3º Ofício Geral da Procuradoria Regional do Trabalho da 14ª Região, constituída pelos Estados de Rondônia e Acre, com sede em Porto Velho, cujo titular é o Procurador do Trabalho Élcio de Sousa Araújo, Coordenador de 1º Grau na Regional.

Comentários

Fonte
O Rondoniense/Ascom MPT
Etiquetas

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios