Blog da Mara | Opinião e Notícia

Jornalista desde 1989. Trabalhou nos jornais Estadão do Norte, O Guaporé e Diário da Amazônia.  Cobriu eleições para a Agência Estado. Trabalhou no Governo de Rondônia por quase 20 anos. Foi assessora parlamentar durante 12 anos no Congresso Nacional. É graduada pela Fundação Armando Alvares Penteado (FAAP), com especialização em Ciências Políticas pela Unilegis, Universidade do Legislativo Brasileiro.   Entre em contato. Email maraparaguassu1@gmail.com    
Notícia

“Processos da Lava Jato são absolutamente legítimos”, diz Amadeu Machado

Houve um quadro de gravidade que se instalou no país com assalto institucional sem precedentes, diz o advogado.

Os processos criminais conduzidos pela força-tarefa da Operação Lava-Jato são absolutamente legítimos disse nesta quarta-feira, 19, durante entrevista ao programa Café Notícia, na Rádio Boas Novas, o advogado Amadeu Machado, que possui grande experiencia na advocacia rondoniense.

“Há interesses enormes em torno dos vazamentos de conversas publicadas pelo site Intercept. Há componente de ordem ideológica, e componente financeiro”, declarou ao ser indagado pela jornalista Jussara Gotlieb.  

“Parafraseando o grande líder, jamais,  nunca antes na história desse país, se imaginou que pudessem autoridades tão relevantes, empresários tão fortes, estar sendo submetidos à lei”, disse Amadeu Machado, completando que isso está incomodando muitas pessoas que agora querem invalidar o trabalho da Lava Jato.      

Para Amadeu Machado a divulgação de conversas do Intercept se constitui em  vazamento criminoso que tentar “conspurcar processos absolutamente legítimos”. “O contato entre magistrados e procuradores, promotores, advogados, é um contato absolutamente normal”, esclareceu.

 “ Já assisti juiz advertindo advogado que não está desempenhando a contento suas funções, e chega à conclusão de que o réu está indefeso; ele substitui o advogado”, exemplificou.

“Porque temos um processo que tem de andar, processo anda para frente,  não anda para trás. Temos a instrução, oitiva de testemunhas, produção de provas, perícias, para chegar no final alguém vai ter a grave responsabilidade de dar uma sentença”, disse Amadeu.

Amadeu Machado lembra do quadro de gravidade “que se instalou no país” com um “assalto institucional ao Estado” sem precedentes.

Uma das reclamações das pessoas que se sentiram prejudicadas pela Lava Jato, a de que as prisões preventivas ocorreram para que envolvidos fizessem colaboração premiada, Amadeu Machado contesta, lembrando que a maioria delas aconteceram quando os investigados estavam soltos, e tiveram toda chance de recorrer de decisões emanadas do ex-juiz Sérgio Moro.

Sobre a “sentença mais emblemática”, a que envolve o ex-presidente Lula, Amadeu Machado considera que nada há de ilegal na condução do processo. “Ele foi condenado pelo juiz Moro a 9 anos de corrupção, porque há farta prova evidente de corrupção passiva e ativa. Tudo comprovado.  O Tribunal Regional Federal confirmou e agravou a pena para 12 anos. O Superior Tribunal de Justiça reduziu a pena, mas foi mantida a condenação”, disse.

“Onde está o erro aí? O erro está em quem roubou! Tem de pagar!”, concluiu Amadeu Machado.

O ministro Sergio Moro fez uma explanação de mais de 8 horas, nesta quarta-feira, 19, na Comissão de Constituição e Justiça do Senado Federal sobre as conversas dele e do procurador Deltan Dallagnol vazadas pelo site Intercept, para ele resultado de ação de grupo criminoso organizado.

Comentários

Etiquetas

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios