Economia

Produção de tomate quase triplica em Rondônia, mas feijão tem queda de 15%

Tomate quase triplicou a produção no ano passado — Foto: Pexels

Os produtores de tomate “colheram bons frutos” na safra 2019 em Rondônia. Isso porque a produção quase triplicou, segundo a pesquisa Produção Agrícola Municipal (PAM) divulgada nesta quinta-feira (1°) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Veja, abaixo, o ranking de produção das principais cultivares em 2019:

TOMATE

Entre 2015 e 2019, a produção de tomate aumentou de 2.542 toneladas para 7.437 toneladas, enquanto que a área plantada subiu 54,8%.

Os três municípios campeões do ranking são:

  • Vilhena – 1.110 toneladas
  • Cerejeiras – 1.000 toneladas
  • Espigão D’Oeste – 730 toneladas

ARROZ

A produção de arroz cresceu 13% em comparação a 2018, atingindo quase 124 mil toneladas em 43 mil hectares plantados.

Os três municípios que mais colheram arroz foram:

  1. Porto Velho – 28 mil toneladas
  2. Pimenteiras do Oeste – 20 mil toneladas
  3. São Miguel do Guaporé – 12 mil toneladas

FEIJÃO

Mesmo com um aumento na produtividade, a produção de feijão diminuiu 3 mil toneladas entre 2015 e 2019, caindo de 19 mil toneladas para 16 mil (cerca de -15%).

As maiores produções em 2019 foram em:

  • Alto Alegre dos Parecis – 10 mil toneladas
  • Alta Floresta D’Oeste – 2 mil toneladas
  • Cacoal – 788 toneladas

ABACAXI

A produtividade de abacaxi aumentou em quase 3,1 mil frutos por hectare, mesmo com a área plantada diminuindo 115 hectares no estado.

Segundo a PAM, a produção rondoniense aumentou quase 500 mil frutos de abacaxi neste período de quatro anos, atingindo quase 18 mil abacaxis produzidos.

Os maiores produtores foram:

  1. Cujubim – 2992 mil frutos
  2. Cacoal – 1750 frutos
  3. Rolim de Moura – 1750 mil frutos

URUCUM

A produção desta cultivar apresentou um aumento de 77,1% nos últimos quatro anos, enquanto que a área destinada para colheita aumentou 52,9%. No ano passado, segundo o IBGE, foram colhidos 3.566 toneladas em Rondônia.

Veja as cidades que mais colheram urucum:

  • Costa Marques – 774 toneladas
  • Seringueiras – 697 toneladas
  • São Francisco do Guaporé – 450 toneladas
  • Cabixi – 440 toneladas

G1/RO