Rondônia

Projeto Saber Viver realiza rodada de conversa sobre Saneamento básico como medida preventiva à covid-19

O Projeto Saber Viver, do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia (IFRO) em parceria com a Fundação Nacional de Saúde (Funasa), realiza a Rodada de Conversa On-line: Saneamento básico como medida preventiva à covid-19.

O evento será no dia 15/07/2020, às 19 horas, de forma remota pelo Google Meet, com transmissão pelo canal do Youtube “Saber Viver RO” e pelas emissoras de rádio: Rádio Alto Alegre FM 104,9 MHz; Rádio Migrante 104,9 MHz de São Felipe (RO); e Rádio 104 FM de Alta Floresta (RO). Aberto a toda a comunidade, o debate também tem como público: gestores municipais; membros dos comitês de Saneamento Básico; acadêmicos dos cursos de Engenharia, Gestão Ambiental, Biologia, mais os profissionais de saúde e educação. A Live contará com a participação do Reitor do IFRO, Uberlando Leite, que irá destacar a importância do Projeto Saber Viver para o IFRO e para o estado de Rondônia. Uberlando, espera que com o desenvolvimento do projeto o IFRO auxilie no atendimento das demandas da população e atinja seu objetivo primordial, que é a razão de ser do Instituto, mantendo, assim, o compromisso da instituição com o desenvolvimento da comunidade.

De acordo com os organizadores, o evento tem por objetivo conscientizar a população e os governantes sobre a importância do acesso ao saneamento básico na prevenção de surtos epidemiológicos.

Saber Viver

O Projeto Saber Viver é uma iniciativa do IFRO com apoio financeiro da Funasa, que tem como proposta a prestação de assessoria técnico-participativa a 19 municípios de estado de Rondônia, para a construção dos Planos Municipais de Saneamento Básico (PMSBs). Assim, o projeto Saber Viver juntamente com os comitês municipais de Saneamento Básico promovem a rodada de conversa no sentido de construir espaços de discussão dos problemas comunitários, como a atual emergência sanitária que estamos vivendo devido à pandemia, bem como fomentar a tomada de decisões por parte dos governantes.

Assegurado pela Constituição de 1988 e reiterado pela Lei nº 11.445/2007, o saneamento básico é um direito. Na universalização dos serviços de saneamento básico está previsto que todos os cidadãos tenham acesso à água de qualidade e na quantidade adequada, à coleta e tratamento dos esgotos, à destinação adequada do lixo e ao escoamento das águas da chuva. A garantia desse acesso é um dever compartilhado entre o Estado e o cidadão. Entretanto, para promover a universalização do saneamento básico, todos os municípios devem elaborar o Plano Municipal de Saneamento Básico (PMSB), que é o principal instrumento de efetivação da política municipal de saneamento básico.

Segundo o Coordenador-Geral do Projeto Saber Viver, Ronilson de Oliveira, “a pandemia da covid-19 demostrou que a falta de saneamento básico deixa a população vulnerável à rápida circulação de vírus letais, pois, o acesso ao saneamento básico é um dos principais fatores na prevenção ao vírus. Isso porque, para se adotar as medidas de higiene, adequadas na prevenção da disseminação do vírus, é necessário o acesso à água tratada, bem como a coleta do esgoto e lixo”.

Serviço

A Rodada de Conversa ocorrerá pelo meet.google.com/ekp-nper-tyc, com transmissão pelo canal do Youtube “Saber Viver RO” e emissoras de rádio: Rádio Alto Alegre FM 104,9 MHz e Rádio Migrante 104,9 MHz de São Felipe e Rádio 104 FM de Alta Floresta. O debate será no dia 15 de julho (quarta-feira), às 19 horas.

IFRO