Capital Destaques Rondônia

Proposta apresentada pelo chefe do executivo municipal evita mais uma greve do transporte público

Na tarde desta quinta-feira (05), o prefeito Hildon Chaves, juntamente com o procurador geral do município, Salatiel Lemos Valverde, apresentou uma proposta para os trabalhadores durante uma assembleia realizada no Sindicato dos Trabalhadores nas Empresas de Transportes Urbano (Sitetuperon), na manhã desta quinta-feira (5).

Na assembleia dos trabalhadores do transporte coletivo, ocorrida na sede do Sindicato dos Trabalhadores do Transporte Urbano (Sitetuperon), o chefe do executivo municipal informou o interesse de realizar o repasse de recursos que seriam destinados para a empresa de ônibus Consórcio SIM, fruto de uma condenação em primeiro grau referente à demora de concessão de um aumento em 2017, para a conta de cada trabalhador da empresa.

Entretanto, o prefeito explicou que está trabalhando juntamente com a Procuradoria Geral do Município (PGM) para construir um acordo judicial. “Esse acordo é para que, ao invés desses recursos serem destinados para essa empresa, que não vem horando com seus compromissos, desrespeitando a população, seja destinado para o pagamento de salário desses trabalhadores”, explicou Hildon Chaves.

Hildon ainda disse que espera que esta situação seja resolvido até o dia 13 de março, e comentou sobre a nova empresa de transporte coletivo. “Nós pretendemos resolver essa questão e dar uma certa tranquilidade até que uma futura empresa assuma definitivamente o transporte coletivo da capital. O que nós temos consolidado para que seja pago é referente ao decimo terceiro e salário de janeiro”, disse.

Foto: Comdecom / PMPV

Ficou na responsabilidade da presidência do sindicato auxiliar na agilidade do processo, para que o trabalhar seja beneficiado o mais breve possível. “Nesse momento nós vamos até a PGM com as planilhas, que mostram o que os trabalhadores estão sem receber, para que seja encaminhada para os demais órgãos competentes. Tudo isso é para que o trabalhador receba o mais rápido possível os atrasados”, esclareceu Francinei Oliveira.

Francinei ainda afirmou que o último acordo com os trabalhadores e o Consórcio Sim não foi cumprido. “Os trabalhadores estão sem receber salário o de dezembro, segunda parcela do décimo de dezembro, salário de janeiro e os benefícios como o ticket de alimentação e férias”, enfatizou o presidente.

Até o prazo estipulado solicitado pelo prefeito, a categoria não realizará greve. “Até o momento não vai ter greve porque os trabalhadores estão confiantes de que vão receber até o dia 13 de março”, finalizou o presidente.

*Com informações do Rondoniagora