Destaques

REINTEGRAÇÃO – Mais de quarenta reeducandos de Rondônia foram aprovados no Enem

Promover a adequada reintegração social de pessoas privadas de liberdade é um dos deveres do Estado, previsto na Lei de Execuções de Penais que garante diversas formas de assistência a serem prestadas aos detentos do sistema prisional, entre elas a assistência educacional.

Nas últimas décadas o direito ao ensino superior aos apenados foi considerado uma vitória, onde podem fazer cursos de extensão, Educação à Distância (EAD), e acesso as Universidades Públicas, através do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e particulares, pelo Programa Universidade para todos (Prouni)

O Governo de Rondônia, por meio da Secretaria de Estado de Justiça (Sejus), tem oportunizado essa assistência educacional aos detentos do sistema prisional. Tanto que quase 600 detentos inscritos pela Sejus, através do Núcleo de Educação e Cultura ao Apenado (Nueca), que faz parte da Gerência de Reinserção Social, participaram do Enem em 2018.

Com os resultados das notas do exame 24 apenados de unidades prisionais de Porto Velho garantiram bolsas na Universidade Federal de Rondônia. Na segunda chamada que aconteceu esta semana, mais 20 entraram na fila.

Os presidiários aprovados no Enem estão no Centro de Ressocialização Vale do Guaporé, Penitenciária Edvan Mariano Rosendo (Panda), Penitenciária Estaduai Ênio Pinheiro, Milton Soares Carvalho (470) e Aruana. As provas foram realizadas de acordo como o número de inscritos.

O Rondoniense
Comentários

Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios