Brasil Justiça

Rebeliões em São Paulo resulta em fuga de mais de 1.300 presos

Centenas de detentos fizeram rebeliões e fugiram de vários presídios no litoral paulista, Grande São Paulo e interior de São Paulo na tarde desta segunda-feira (16).
A Corregedoria Geral da Justiça suspendeu a saída temporária dos presos em cumprimento de pena em regime semiaberto, que aconteceria nesta terça-feira (17). A saída dos detentos deveria ser “remarcada pelos juízes corregedores dos presídios”.
Poder Judiciário considerou a necessidade de alteração da data porque, se agora fosse realizada, depois de cumprida a saída temporária, ao retornarem ao sistema prisional os detentos seriam potenciais transmissores do coronavírus aos demais encarcerados. De acordo com primeiros levantamentos, pelo menos 1.350 detentos conseguiram escapar.
As rebeliões foram registraras em Tremembé, Mirandopolis e Mongaguá.

 

Fonte: O Rondoniense /R7