Mundo

Reino Unido identifica 3º suspeito russo do caso Skripal

As forças de segurança do Reino Unido identificaram um terceiro suspeito russo que teria feito os trabalhos de reconhecimento no caso Skripal, informou nesta sexta-feira o jornal “The Daily Telegraph”.

O jornal afirma que este suspeito é também membro da espionagem militar da Rússia, assim como os outros dois russos vinculados ao ataque com a substância tóxica Novichok contra o ex-espião russo Sergei Skripal e sua filha Yulia, conhecidos pelos supostos nomes falsos de Ruslan Boshirov e Alexander Petrov.

Segundo “The Daily Telegraph”, o terceiro agente visitou antes de seus dois colegas a cidade inglesa de Salisbury, onde no último dia 4 de março Sergei e Yulia foram envenenados.

Outras três pessoas foram intoxicadas de forma acidental com este veneno de fabricação soviética; a britânica Dawn Sturgess morreu no último dia 8 de julho.

O jornal explica que, entre outras coisas, o novo suspeito teria passado informações sobre a rua sem saída na qual pai e filha moravam.

A Polícia Metropolitana de Londres (MET) ainda não se pronunciou sobre a notícia.

Esta revelação foi feita depois que o site de jornalismo investigativo “Bellingcat” divulgou a identidade “real” de Boshirov, sobre o qual disse que é na verdade o coronel condecorado da espionagem russa Anatoli Chepiga.

O Kremlin anunciou ontem que investigará se Chepiga foi realmente condecorado como herói da Rússia pelo presidente Vladimir Putin.

Quanto à possibilidade de Chepiga e Boshirov serem a mesma pessoa, uma porta-voz afirmou que o governo russo se guia pelas informações divulgadas por Putin e pelo próprio suspeito.

Em entrevista na emissora “RT”, Boshirov e Petrov afirmaram que tinham visitado Salisbury como turistas após recomendações de amigos e que não eram agentes secretos, mas trabalhavam no ramo de academias de ginástica.

EFE Londres

Comentários

Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios