Connect with us

Hi, what are you looking for?

Capital

Ribeirinhos afetados pela subida do nível do rio Madeira recebem assistência

Famílias de agricultores impactadas pela subida no nível do rio Madeira, estão recebendo ajuda da prefeitura de Porto Velho, conforme determinação do prefeito Hildon Chaves.

O auxílio chega em boa hora, na forma de cestas básicas, água mineral, kits de higiene pessoal e hipoclorito de sódio para tratar a água destinada ao consumo, já que muitos poços foram contaminados pela enchente.

Até o momento, conforme o coordenador municipal de Proteção e Defesa Civil Municipal, Edmilson Hobold Machado, 187 famílias que moram nas comunidades de Bom Jardim, Pau D’arco, Ilha dos Veados, Cujubim, Linha da Amizade e Linha do Estudante, no Médio Madeira, receberam cesta de alimentos. Além disso, foram distribuídos 159 kits de higiene pessoal e 2.176 fardos de água mineral.

MAIS AJUDA

Outras famílias necessitadas que moram em outras comunidades também afetadas pela alteração do nível do rio Madeira serão atendidas no decorrer desta semana.

Na quarta-feira (7), por exemplo, será a vez dos moradores da comunidade Brasileira; na quinta-feira (8), o atendimento será em Boca do Jamary; sexta-feira (9), em Itacoã e Boca do Jacu; e no sábado (10), na Vila Calderita.

“No total, de acordo com o levantamento e acompanhamento que fizemos nas áreas de risco, 538 famílias ribeirinhas receberão essa ajuda da Prefeitura com o apoio de empresas e entidades parceiras”, informa Edmilson Machado.

DOAÇÕES

Ele acrescenta que o município recebeu 200 cestas básicas, 2 mil fardos de água mineral e kits higiênicos doados pela Santo Antônio Energia para ajudar os ribeirinhos. Por sua vez, a Prefeitura já adquiriu, com recursos próprios, 2,5 mil fardos de água e 138 cestas de alimentos, além de hipoclorito de sódio para serem distribuídos.

Edmilson afirma ainda que o apoio do Município ocorre sempre que o nível do Rio Madeira atinge ou ultrapassa a cota de 14,5 metros, ocasião em que os moradores perdem plantações de banana, mamão, macaxeira e outras culturas que servem para garantir o sustento das famílias.

ÁGUA

Há uma semana, a Defesa Civil Municipal entregou 206 caixas de hipoclorito de sódio às comunidades de São Miguel, Mutuns, Bom Jardim e Silveira.
Cada caixa contém 50 frascos de hipoclorito para purificar a água utilizada no preparo dos alimentos e higienização, além de ajudar a reduzir as chances de contaminação por vírus, parasitas e bactérias.

CONTATO

A sede da Defesa Civil de Porto Velho está localizada na Avenida Dom Pedro II, nº 1038, esquina com a Avenida Campos Sales, no Centro da cidade. Além do telefone 199 para atendimento das 8h às 18h, o órgão disponibiliza o telefone celular (69) 98473-2112, que atende durante 24 horas.

Assessoria

Faça um comentário

Você pode gostar

Capital

Fundado oficialmente apenas em 1914, o bairro Triângulo é o mais antigo de Porto Velho, abrigava os trabalhadores da Estrada de Ferro Madeira Mamoré,...

Capital

Realizado nesta quarta – feira (07), um leilão na B3 (Bolsa de Valores de São Paulo), na qual foram leiloados 22 aeroportos em 12...

Capital

Profissionais de saúde que estão em atividade nas unidades médico-hospitalares públicas e privadas que atendem pacientes diagnosticados com a Covid-19 continuam sendo imunizados pela...

Rondônia

O avanço da covid-19 mantém Rondônia ainda em situação crítica para doença e a população precisa ficar atenta às restrições implementadas pelo Governo de...