Rondônia

Rondônia recebe do governo federal equipamento de alta tecnologia para tratamento oncológico

Um diagnóstico difícil de aceitar, o câncer, seja de qual tipo for, a doença assusta. Mas em Rondônia, os pacientes estão cada vez mais confiantes na cura desse mal através do investimentos em profissionais especializados e tecnologias. Na manhã desta quinta-feira (20) um acelerador linear usado para radioterapia foi entregue para o tratamento de pacientes no Estado, onde funciona um hospital de primeiro mundo na Amazônia.

O equipamento de alta tecnologia é um investimento do Ministério da Saúde e faz parte do Plano de Expansão da Radioterapia do governo federal. O governador de Rondônia, coronel Marcos Rocha, agradeceu ao ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, e ao presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, pela sensibilidade de destinar o equipamento ao estado de Rondônia e assim contribuir para o tratamento humanizado.

”Quando a gente vê um hospital como esse limpo, tratando as pessoas com respeito, médicos empolgados, onde se tem diagnóstico adequado, então a gente precisa fazer de tudo para dar o atendimento adequado, e como governador do Estado, temos trabalhado em várias áreas, inclusive essa. Vamos fazer tudo que é possível e buscar em Deus, o impossível, e é um sonho ver esse serviço aprimorado, e com um número menor de pessoas que precisem desse atendimento no Estado. Vi aqui pessoas ainda que acometidas por doenças, sorridentes, e é esse ânimo e vontade de viver que nos dar mais vontade de trabalhar com dedicação”, disse Marcos Rocha, que visitou as alas do hospital.

O acelerador está instalado no Hospital do Amor da Amazônia, em Porto Velho, e segundo, o presidente da Fundação Pio XII, Henrique Prata, responsável pelo hospital, faz parte da última geração de equipamentos de radioterapia. Ao contrário de outros equipamentos, esse só emite radiação quando está em funcionamento, e fica localizado numa sala com paredes de dois metros de espessura, ou seja, um local de alta blindagem e seguro.
‘‘O Estado tem um hospital que oferece todo o tratamento para oncologia, e agora passa a ter dois aparelhos de alta tecnologia para radioterapia, cada Estado tem no máximo um. Vamos dar a população o mesmo tratamento que é feito nos Estados Unidos e em São Paulo, por exemplo’’, afirma Henrique Prata.

Segundo ele, com um equipamento o hospital atendia 70 pessoas por dia, mas ainda tinha uma demanda de pacientes que precisavam se deslocar para Barretos (SP), e agora a estimativa é que mais 70 pacientes sejam atendidos com o novo equipamento.‘‘Rondônia passa a ser autossuficiente para toda demanda de paciente em tratamento de radioterapia. Com a chegada desse novo equipamento, atende não só todo o Estado, mas também está absorvendo cerca de 80% da demanda do Acre, 90% da demanda de Roraima, e 90% do Amapá’’, afirma Henrique Prata.

O Hospital do Amor oferece gratuitamente atendimento à população, e se mantém de portas abertas através de repasses de recurso do governo federal e governo de Rondônia. ‘‘Agradeço ao governador Marcos Rocha, essa ação permite que pacientes de todos os Estados se tratem aqui, apesar do recurso sair apenas do governo de Rondônia, pois metade é da União, outra metade do governo do Estado. O governador está sendo um herói de abraçar o cuidado da Amazônia inteira no seu Estado’’, destacou Henrique Prata.

Na solenidade de inauguração da nova sala de radioterapia, governador Marcos Rocha, destacou que mais R$ 4 milhões serão investidos no Hospital do Amor, com recurso exclusivo da economia feita pela Assembleia Legislativa e agradeceu o trabalho alinhado

O governo de Rondônia com complementação do governo federal já investiu quase R$ 47 milhões em repasses para o Hospital do Amor, nesta gestão. ‘‘Nós temos a oportunidade de fazer o melhor que podemos para todos, e temos que permitir a vinda de pacientes de outros Estados, porque no passado Rondônia encaminhava para outros Estados. Mas hoje estamos trabalhando para fortalecer essa área e para que tenhamos todo suporte necessário para fazer o atendimento no Estado’’, garante o governador.

”Nós só temos que agradecer essa parceria com o Hospital do Amor porque nosso objetivo comum é atender bem a nossa população, dar um atendimento digno, humanizado, de primeira qualidade. Nós reconhecemos como o recurso repassado pelo governo é bem investido aqui. São cirurgias de primeira, radioterapia de primeira, e a Secretaria de Saúde quer estreitar mais essa parceria porque quem ganha é a população com esse hospital que vários estados do país gostariam de ter, devido a qualidade”, afirma o secretário de Saúde, Fenando Máximo.

O Executivo também repassará R$ 4 milhões ao hospital, recurso exclusivo da economia feita pela Assembleia Legislativa (ALE). Esse montante faz parte de um valor total de R$ 30 milhões que a ALE devolverá para o governo, e este, investirá em políticas públicas para a sociedade rondoniense. ”Nós temos a missão de não deixar esse hospital deixar de funcionar”, considerou o presidente da ALE, deputado estadual Laerte Gomes. A solenidade também contou com a presença de parlamentares, a exemplo, da deputada federal, Silvia Cristina que anunciou investimentos para avançar na prevenção e tratamento de oncologia em Rondônia.

Fonte
Texto: Vanessa Moura
Fotos: Ésio Mendes
Secom – Governo de Rondônia