Connect with us

Olá, tudo bem? O que você está pesquisando?

Rondônia

Rondônia recebe mais uma remessa de vacina contra a covid-19; doses são destinadas a adolescentes, indígenas e reforço

O Governo de Rondônia, por meio da Agência Estadual de Vigilância em Saúde (Agevisa) recebeu do Ministério da Saúde na tarde desta quarta-feira (13), mais um carregamento semanal de vacina anti-covid-19, com 1.250 doses de AstraZeneca. O primeiro carregamento da semana desembarcou na segunda-feira (11), com 35.100 imunizantes da Pfizer, totalizando 36.350 doses. Os imunizantes foram entregues à Rede Estadual de Frio, em Porto Velho. O volume destina-se ao atendimento de adolescentes e indígenas, para 1ª, 2ª doses, e reforço.

“O Governo de Rondônia está empenhado em cumprir o Plano Nacional de Aceleração da Vacinação e tem convidado a população a completar o esquema vacinal”, disse o diretor-geral da Agevisa, Gilvander Gregório de Lima.

Doses são destinadas para vacinação de adolescentes, indígenas e reforço

Junto com ele, na chegada das vacinas, estava o representante substituto do Ministério da Saúde em Rondônia, Marco Túlio Miranda Moulin.

A vacinação é uma medida preventiva para a redução da ocorrência de casos graves de covid-19 e óbitos.

Uma vez mais, Gregório pediu para as pessoas verificarem a data de retorno (anotada no cartão) e  procurarem a Unidade Básica de Saúde mais próxima para receber a vacina.

O intervalo entre as doses para todas as vacinas é de 28 dias no Estado, e a de reforço é aplicada no intervalo de seis meses após a 2ª dose para idosos a partir de 60 anos. O período se dá após a 2ª dose para pessoas imunossuprimidas. Elas fazem parte do grupo contemplado, porque possuem algum tipo de deficiência imunológica, que são:

  • Indivíduos transplantados de órgão sólido ou de medula óssea;
  • Pessoas com HIV e CD4 <350 células/mm3;
  • Pessoas com doenças reumáticas imunomediadas sistêmicas em atividade e em uso de dose de prednisona ou equivalente > 10 mg/dia ou recebendo pulsoterapia com corticóide e/ou ciclofosfamida;
  • Pessoas com lúpus, artrite reumatóide, e demais indivíduos em uso de imunossupressores ou com imunodeficiências primárias;
  • Pacientes oncológicos que realizaram tratamento quimioterápico ou radioterápico nos últimos 6 meses e
  • Pessoas com neoplasias hematológicas.

O carregamento veio do Ministério da Saúde, via Aeroporto Internacional de Guarulhos/Cumbica (SP), em voo solidário.

Com as doses recebidas na segunda-feira e nesta quarta-feira, Rondônia contabiliza o volume de 2.487.438 milhões de doses de vacinas. Assim distribuídas:

Coronavac: 721.648 doses
Astrazeneca: 797.550
Pfizer: 932.490
Janssen: 37.750

Faça um comentário

Você pode gostar

Brasil

    Na minha contínua necessidade de “ler o mundo”, um dos caminhos é a leitura de jornais. Essa “troca de ideias” com pessoas...

Brasil

Em 09 de julho de 2020 o senador Randolfe fez uma live com seus heróis médicos, que salvaram muitas vidas no Amapá usando um...

Contraponto

[Tendo em vista (i) o impacto dos acontecimentos recentes na França e (ii) a profundidade da análise feita por Theodore Dalrymple, peço licença a...

Destaques

Em 13 de setembro de 1943, foi criado o Território Federal do Guaporé, pelo então presidente do Brasil, Getúlio Vargas. A política do Estado...