Connect with us

Hi, what are you looking for?

Rondônia

Rondônia recebe selo internacional como área livre de aftosa sem vacinação

Nesta quinta, o estado de Rondônia o reconhecimento internacional como zona livre de febre aftosa, ou seja, sem vacinação pela Organização Mundial de Saúde Animal (OIE, na sigla em inglês). Rondônia já era reconhecido como área livre da aftosa pelo Ministério da Agricultura e Pecuária (Mapa) desde abril de 2020.

Com a obtenção do status sanitário internacional, os produtores de bovinos do estado apostam na abertura de mais mercados para as carnes bovina e suína do Brasil.

Segundo a Agência de Defesa Sanitária Agrosilvopastoril do Estado de Rondônia (Idaron), para que a condição sanitária alcançada seja mantida, o produtor rural precisa seguir com um papel fundamental.

“Tornam-se ainda mais importantes as campanhas de declarações de rebanhos suscetíveis a febre aftosa e, principalmente, a atuação vigilante do produtor, para a pronta notificação ao serviço veterinário oficial sobre qualquer suspeita de doença em seu rebanho“, diz a Idaron.

Para isso, o produtor precisa fazer a declaração do rebanho bovino. Atualmente, a primeira etapa da campanha de declaração obrigatória de rebanhos de 2021 está aberta e segue até 31 de maio.

Julio Cesar Rocha Peres, presidente da Idaron, otimista,  disse que na área da economia de Rondônia, a expectativa é que as exportações aumentem  ainda este ano, fechando com mais de 756 milhões de Dólares em exportação de carne, e com o reconhecimento internacional, a carne produzida em Rondônia poderá ser exportada para países que pagam melhor pela arroba do boi, como as nações da União Europeia e o Japão.

Além de Rondônia, os estados do Paraná, Rio Grande do Sul, Acre, parte do Amazonas e Mato Grosso também receberam o reconhecimento internacional como zonas livres de aftosa.

Faça um comentário

Você pode gostar

Brasil

Em 09 de julho de 2020 o senador Randolfe fez uma live com seus heróis médicos, que salvaram muitas vidas no Amapá usando um...

Brasil

    Na minha contínua necessidade de “ler o mundo”, um dos caminhos é a leitura de jornais. Essa “troca de ideias” com pessoas...

Contraponto

[Tendo em vista (i) o impacto dos acontecimentos recentes na França e (ii) a profundidade da análise feita por Theodore Dalrymple, peço licença a...

Rondônia

O Governo de Rondônia, por meio da Agência Estadual de Vigilância em Saúde (Agevisa) e a Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), divulga balanço...