NegócioRondônia

RONDÔNIA RURAL SHOW – Banco do Povo empresta R$ 1,5 milhão a pequenos investidores

Dos 80 litros de leite ordenhados diariamente, o produtor rural João Batista da Silva pretende dobrar a produtividade no sítio dele, localizado na linha P-30 a nove quilômetros do centro de Alto Alegre dos Parecis.

Para atingir o objetivo ele tomou emprestado R$ 8 mil no Banco do Povo no segundo dia (23) da 8ª Rondônia Rural Show Internacional, que segue até sábado (25), no Centro Tecnológico Vandeci Rack, em Ji-Paraná.

“Já estou negociando as vacas que pretendo adquirir, lá mesmo em Alto Alegre. Elas são da raça holandesa capaz de ordenhar 12 litros cada”, declarou o produtor, após receber o cheque em solenidade oficial no estande do banco do Povo na Rondônia Rural Show.

A instituição financeira disponibilizou R$ 1,5 milhão para fomentar os pequenos negócios rurais e urbanos.

Com juros abaixo do mercado financeiro, o microcrédito ofertado pelas 36 agências instaladas em Rondônia é uma ferramenta sólida do governo estadual com o objetivo de fomentar a economia e proporcionar ao micro empreendedor a sair da informalidade.

“O microcrédito é uma alavanca da economia. Temos de ajudar o pequeno investidor a também se tornar grande”, declarou o governador Marcos Rocha ao entregar os primeiros cheques aos empreendedores que recorreram ao banco do Povo.

Os serviços financeiros têm o cunho social de impulsionar as pessoas ao crescimento econômico. “Temos exemplos de tomadores de empréstimos que iniciaram nas suas respectivas atividades sozinhos, mas hoje já empregam até trinta pessoas”, disse o presidente da instituição, Manoel Serra.

Nilvânia Rodrigues da Cruz atua no segmento de estética e beleza há 22 anos na região de Alta Floresta do Oeste. Ela também recorreu ao Banco do Povo em busca de recursos para melhorar o comércio dela e adquirir produtos de beleza.

“Este é o quinto empréstimo que estou fazendo. Optei pelo Banco do Povo porque os juros são baixos e não há burocracia. Com essa facilidade consegui ampliar o negócio e contratar pessoas”, explicou Nilvânia.

O Banco do Povo oferece crédito fácil de valores diferenciados a vários segmentos. Às atividades rurais foram disponibilizados empréstimos que variam de dois a oito mil reais e às atividades urbanas o valor chegou a R$ 2.500,00.

“Os juros são competitivos se comparados ao mercado financeiro oficial”, disse o diretor financeiro da instituição, Aníbal Martins, explicando que o foco do Banco do Povo é o público que não é assistido por outras instituições de crédito tradicionais.

As taxas de juros e os prazos para pagamentos são variáveis. “Para atividades rurais a média é de 2%, no caso dos empréstimos aos interessados da área urbana, a taxa é de 3%”, informou a agente de crédito Mara Kill.

A agroindústria Caldeira, em Alto Alegre dos Parecis, produz melado de cana e rapadura. O proprietário Almiro Caldeira dos Santos buscou recursos no Banco do Povo e vai usar o dinheiro para padronizar as embalagens.

“A apresentação do produto é fundamental”, disse Miro, como também ele é conhecido na linha P-34. “No banco do Povo tudo é mais fácil!”, disse Miro, que já quitou outros quatro empréstimos que utilizou na construção da agroindústria, aquisição de insumos e de irrigação da lavoura de café, mais plantio de feijão.

Comentários

Fonte
O Rondoniense/Secom RO
Etiquetas

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios