Destaques Rondônia

Rondônia vira zona livre de vacinação da febre aftosa

Foto: Ésio Mendes

Nesta terça – feira (11), o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) reconheceu o estado de Rondônia como zona livre de vacinação para febre aftosa. A Instrução Normativa nº 52 ainda certifica os estados do Rio Grande do Sul, Paraná, Acre, além de duas regiões do Amazonas e do Mato Grosso.

A mudança passa a valer em 1º de setembro. Com isso, o ano de 2020 será o último com vacinação nestes estados.

A normativa deve ser publicada nesta quarta – feira (12), onde dará reconhecimento nacional à medida, além disso, o Governo Federal pretende encaminhar o pedido de status internacional à Organização Mundial de Saúde Animal. Com assembleia prevista para maio do ano que vem, a entidade internacional pode emitir a certificação que vai permitir a entrada dos estados em novos mercados mundiais.

Técnicos e especialistas apontam que a retirada da vacinação tem potencial de abrir mercados como Japão, Coreia do Sul, México, Estados Unidos, Chile, Filipinas, China (carne com osso) e Canadá. No setor dos suínos, a expectativa é de que haja um incremento nas exportações em cerca de R$ 600 milhões anuais.

Neste ano, apesar da Pandemia do coronavírus, o estado de Rondônia teve aumento de 6,5% nas exportações, sendo a carne o produto que mais vendeu para países como China.