Destaques

Salas de aula terão novo formato para garantir distanciamento de alunos em Rondônia

Estudantes de Prado, na Bahia, voltaram às aulas com máscaras e marcações no chão para estimular o distanciamento. Aumento no número de casos na região fez com que prefeitura decretasse fechamento. — Foto: Divulgação

Em uma coletiva de imprensa nesta segunda – feira (13), o secretário de Finanças de Rondônia, Luís Fernando Pereira da Silva, informou que ainda não há data prevista  para o retorno das aulas presenciais na rede pública e privada, que estão suspensas desde o dia 17 de março deste ano, podendo ser suspensas por mais 30 dias. Ele falou ainda que os serviços públicos presencialmente devem retornar somente no final do período crítico do Coronavírus.

O secretário explicou que as aulas estão oficialmente suspensas até o dia 31 de julho, mas existe a expectativa que esse prazo seja prorrogado por mais 30 dias. “Está sendo definido pelo gabinete de crise o protocolo sanitário para a volta as aulas”, disse.

O secretário ainda esclareceu que para o retorno das aulas deverá ter uma protocolo complexo para a implantação de distanciamento, que obriga a repensar no formato de salas, destacando que uma parte dos alunos continuará assistindo aula virtual entre outras medidas que ainda serão definidas.

Sobre o serviço público, Luiz Fernando informou que continua preferencialmente sendo feito em home office, e deve continuar até o final do período crítico da pandemia, que é quando encerra o estado de calamidade pública.

Informações iniciais do Rondoniagora