Connect with us

Hi, what are you looking for?

Destaques

Santo Antônio do Rio Madeira – Por Rita Vieira

Santo Antônio do Rio Madeira antigamente.

O atual bairro de Porto Velho, que abriga vestígios da nossa História antiga e contemporânea, já foi o maior município do Brasil.

Santo Antônio do Rio Madeira antigamente.

A região de Santo Antônio era o ponto de partida inicial para a obra da Estrada de Ferro Madeira Mamoré, todas as tentativas de efetivação da obra tiveram como ponto de referência e início a localidade, tanto que a primeira empreiteira montou seu acampamento lá, a Public Works, depois os irmãos da P&T Collins também montaram acampamento, construíram o casarão para moradia da família e instalaram 7 km de trilhos, de Santo Antônio ao Porto Velho dos Militares.


Santo Antônio era um município pertencente ao estado do Mato Grosso e seu território correspondia a tudo que ia de sua atual localização até o município de Vilhena. Quando o Território Federal do Guaporé foi criado em 1943, por Getúlio Vargas, esse imenso município passou a compor a nova unidade Federal. Com o passar do tempo e os programas de colonização, fomentados pelo próprio governo federal, o município foi sendo desintegrado e dando origem a outros diversos municípios.

Casarão de Santo Antônio construído pelos empreiteiros da P&T Collins

Quando o Brasil assumiu a responsabilidade pela construção da EFMM e Percival Fahrquar colocou sua empreiteira para iniciar a obra, foi decidido que era melhor transferir o ponto inicial para Porto Velho, em 1907, pois Santo Antônio tinha uma situação muito insalubre e viciosa, segundo a visão do empreiteiro.

Memorial Rondon

Santo Antônio abriga ainda como herança, além do casarão de Santo Antônio, que foi construído pela família Collins e hoje é uma propriedade particular, a primeira igreja da região, datada de 1912, a capela de Santo Antônio, que compõe o complexo da ferrovia.

Cemitério de Santo Antônio

Na região ainda encontramos reflexos da ocupação atual, como o cemitério municipal de Santo Antônio e a recente obra do Memorial Rondon, que conta a História de instalação das linhas telegráficas, fato do passado que remonta a nossa História no presente.


Hoje, Santo Antônio é um bairro de Porto Velho, a cachoeira não existe mais e em seu lugar encontramos o maior símbolo da ocupação contemporânea da região: a usina hidrelétrica de Santo Antônio.

Rita Vieira

Formada em História pela Universidade Federal de Rondônia (Unir), professora de História na Escola João Bento da Costa e Medquim Vestibulares, especialista em Segurança Pública e Direitos Humanos, além de estudiosa e pesquisadora da História Regional.

Contato: ritaclaravieira@gmail.com

Faça um comentário

Você pode gostar

Capital

Fundado oficialmente apenas em 1914, o bairro Triângulo é o mais antigo de Porto Velho, abrigava os trabalhadores da Estrada de Ferro Madeira Mamoré,...

Capital

Realizado nesta quarta – feira (07), um leilão na B3 (Bolsa de Valores de São Paulo), na qual foram leiloados 22 aeroportos em 12...

Capital

Profissionais de saúde que estão em atividade nas unidades médico-hospitalares públicas e privadas que atendem pacientes diagnosticados com a Covid-19 continuam sendo imunizados pela...

Brasil

    Na minha contínua necessidade de “ler o mundo”, um dos caminhos é a leitura de jornais. Essa “troca de ideias” com pessoas...